Corais gospel voltam a embalar cultos no Rio de Janeiro

Corais gospel voltam a embalar cultos no Rio de Janeiro

Atualizado: Segunda-feira, 31 Outubro de 2011 as 10:56

 Jovens da Zona Norte do Rio buscam inspiração nos corais gospels norte-americanos da década de 70 para resgatar a arte de cantar em grupo nas igrejas evangélicas cariocas. A idéia surgiu há quatro anos num culto de talentos realizado na Igreja Batista Nova Peniel da Tijuca. Na época, Luciana Araújo Paulino, 23 anos, e seus irmãos Daniela, 21, e Paulo Moreira de Araújo, 17, reuniram primos e alguns amigos para formar o Coral "Divine Soul". E desde então não pararam de receber convites para eventos religiosos.    

Com o tempo, o Divine Soul se aprimorou e deu a origem ao Ministério Israel Coral agora com roupagem mais profissional. A maioria dos músicos vem da Assembléia de Deus Vitória em Cristo, da Penha. Para a fundadora do ministério, Luciana, o grupo é a sua família. "Estamos unidos por um ideal, que é louvar ao Senhor e reacender a arte do canto Coral, que está se perdendo no decorrer dos anos", diz.    

A prova de fogo do grupo aconteceu no Gospel Nigth, no Irajá Atlético Clube. A apresentação levantou o público de cerca de quatro mil pessoas. Graças à boa receptividade, os jovens cantores passaram a ser chamados para as edições seguintes do baile gospel. Além de composições próprias, eles cantam antigas canções recicladas e apimentadas pelo rítmo "soul" - gênero musical nascido do “rhythm and blues” e do gospel no final da década de 50 nos Estados Unidos.    

O ministério vocal faz uma maratona pelas igrejas. A intenção é estimular o mergulho das novas gerações às raízes do "Black Choir", do inglês, coral negro. É um estilo musical nascido nos guetos americanos. "O canto Coral surgiu nas igrejas dos negros dos Estados Unidos na década de 50 e se espalhou por todo o mundo. Missionários americanos trouxeram o ritmo para o Brasil. “Hoje, somos convidados a participar de ‘Workshop’ e incentivamos o resgate e a formação de corais bem treinados e estruturados nas igrejas", revela Luciana.     

Para o Pastor Lauremir Lopes, da Igreja de Nova Vida, em Itaboraí, investir em Canto coral é resgatar a tradição. "Nós investimos, pois cremos que isto realmente é algo que agrada o coração de Deus", dá a dica.    

O sucesso é tão grande que o grupo já pensa em gravar CD e DVD com composições próprias. Segundo o produtor musical Maurício Cozzaro a equipe está mais madura e pronta. "Vivemos um grande momento, e a equipe está mais segura, fator essencial para enfrentarmos o desafio da gravação do CD e DVD", acredita.     

A maioria das músicas é composta por Daniela Araújo, que aposta na canção "Vai Moisés" como o "hit" do CD. "Fico muito feliz e emocionada ao ouvir as minhas composições na boca do povo de Deus. É muito gratificante.", se emociona.    

Mas para realizar o sonho de ver o trabalho nas prateleiras das lojas, o Israel Coral ainda depende de gravadora. O grupo põe fé que um dia vai alcançar o sucesso. “Cremos que diante de tanto trabalho, breve iremos alcançar o reconhecimento. Só então conseguiremos atingir multidões”, profetiza.

veja também