Cuidados com a bateria

Cuidados com a bateria

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 3:30

Com uma flanela e com um pouquinho de lustra móveis tirar o pó do bumbo, da caixa e dos tons. Existem detalhes que você deve tomar cuidado, confira!

Limpeza - Com uma flanela e com um pouquinho de lustra móveis tirar o pó do bumbo, da caixa e dos tons. Não usar lustra-móveis nas ferragens, nos pratos e no chimbal, pois pode enferrujá-los. Existe material especial para limpeza dos pratos, à venda em lojas de instrumentos. Cuidado – Não deixar crianças ficarem batendo na bateria sem supervisão de um baterista. Isto desafina a bateria e, dependendo da força da criança, pode estragar as peles. Afinação – A pele da bateria varia com a temperatura. A afinação de hoje não é a mesma de amanhã. É preciso fazer ajustes antes de cada culto. Baquetas – As baquetas de ponta de madeira produzem uma sonoridade melhor. Tenha sempre a mais um par de baquetas à mão para qualquer eventualidade. Técnica Básica – Um bom baterista deve conhecer bem as fórmulas de compasso mais utilizadas: 4/4, ¾, 2/4, 6/8, 9/8, 12/8. Também deve ter um “metrônomo interno”, para não perder a pulsação da música. É imprescindível saber bem os rudimentos de caixa (paradido), chimbal e bumbo, além de estar atento aos diversos padrões rítmicos existentes (rock, samba, salsa, balada, etc.). Ser o “melhor amigo do contrabaixista”. (Estudar com professores conceituados e dedicar algumas horas semanais para treino individual). Etiqueta - Um baterista convidado nunca deve mexer na posição do baterista principal, é falta de respeito. Toque como está e agradeça no fim. Se mexer, só é permitido na caixa e no chimbal e, no final da música, volte ao lugar de antes.

veja também