David Crowder Band anuncia seu fim

David Crowder Band anuncia seu fim

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 8:13

Pode parecer surpresa, com um novo álbum saindo e uma nova turnê recem anunciada chamada "The 7 Tour" a caminho, mas a banda David Crowder Band está chegando ao fim. Confira abaixo sua detalhada explicação para mais informações sobre o fim da banda e o que está por vir…

Importantes Notícias sobre Crowder Band

Nós temos muitas coisas que vocês precisam saber.

Primeiramente, não sabemos expressar o quão animados estamos para a turnê "The 7 Tour" no segundo semestre. Se você ainda não ouviu nada à respeito, estamos fazendo uma turnê nacional com alguns dos nossos artistas favoritos. Gungor, John Mark McMillan e Chris August estão se juntando a nós e mal podemos esperar para estarmos na mesma sala com esses caras noite após noite. Nós estamos certos de que vocês vão querer estar em cada uma dessas noites de reunião. "Impossível", vocês diriam? Bem, não para nós. É por isso que estaremos lá todas as noites. Sério, nós, da banda, estamos todos entrando em um ônibus e vivendo essa coisa toda por mais ou menos 3 meses. Vai ser fantástico.

Agora, mais uma razão para termos certeza de que essa vai ser uma das turnês mais importantes que já fizemos é porque será a nossa última como banda. É por isso que nós tão espertamente a chamamos de "The 7 Tour". Nós sempre escondemos esse pequeno número aqui e lá em nossa música e arte, às vezes apareceu na soma dos números 3 e 4, e outras vezes ele apareceu lá como é, mas tem sempre estado conosco. Como você sabe, o número 7 tem sido frequentemente usado para representar algo completo, e isso significa exatamente o que somos como banda.

A David Crowder Band foi formada em 2000; foi a aurora do milênio, Y2K estava sobre nós, e desse caos nasceu a DCB. Isso soa bem mais épico do que a nossa intenção, mas é o fato. Nós assinamos um acordo de 3 álbuns com nossos amigos da sixstepsrecords, que fazem parte da família EMI/CMG. Não queríamos ser presunçosos, achando que haveria mais do que esses 3 álbuns iniciais, mas nós tínhamos esperança. Então começamos a conversar sobre fazer 6 álbuns, os 3 seguintes, se nós algum dia tivéssemos o privilégio de gravá-los, seriam totalmente ligados aos 3 primeiros, você sabe, meio que como na história da criação o primeiro dia está ligado ao quarto dia, de modo que, primeiro houve luz, depois no quarto dia o sol, a lua e as estrelas apareceram. Nós fazemos essas coisas porque somos meio nerds e também porque esperamos injetar significado em tudo, sempre que podemos. E dessa forma, nós tivemos a feliz sorte de gravar 5 álbuns completos e estamos trabalhando no sexto agora mesmo.

O problema, ou a beleza, é que nós nunca conseguimos ver além do sexto álbum. Nesse meio tempo, muito da nossa vida aconteceu. É 2011 agora (isso é para qualquer um que não está prestando atenção) e em 11 anos ocorreram muitas reviravoltas. Cada um de nós se casou. Novos humanos chegaram como resultado desses casamentos, 5 para ser exato. Nós também perdemos alguns amigos bem chegados para a morte ao longo do caminho e pudemos celebrar o fato de que essas mortes não são o fim de todas as coisas. É muito louco pensar que nós vivemos mais de uma década juntos. E, no meio de tudo isso, nós pudemos fazer músicas que refletiram o que estava acontecendo entre nós. Nós tentamos, no nosso melhor, inserir todas essas reviravoltas na nossa música, esperando que nossas respostas a Deus em meio a esses momentos seriam um acréscimo na vida de outros.

No inicio desse ano nós começamos a discutir o que viria a seguir. Por um longo tempo, nós tinhamos tido uma boa idéia do que faríamos para o álbum número 6; nós iríamos gravar uma Mass (massa). Ambicioso talvez, mas vínhamos trabalhando os detalhes de como isso se conectaria com A Collision, você sabe, aquele com o garoto e o átomo na capa. Massa é um termo usado na física, e isso era empolgante para nós. Mas nós também começamos a conversar sobre o que viria depois desse sexto álbum. Alguns de nós falaram sobre talvez voltar a estudar. Alguns falaram o quão bom seria estar mais tempo em casa com a família. Alguns falaram sobre excrever para viver, ou pelo menos dar mais atenção a isso. Alguns falaram sobre fazer mais música e com quem eles gostariam de fazer isso e quão bom seria ter opíniões diversificadas abertas a eles e a alegria que sentiram quando pensaram sobre essas opções (assim, se esse fosse o fim da frase, eles estariam ansiosos para ler o próximo parágrafo!). E dessas discussões, a decisão a que chegamos é que esse sexto álbum será o nosso último. Nenhum de nós está certo sobre o que virá a seguir, mas não estamos com medo. Estamos, na verdade, muito, muito felizes! E temos certeza que a música vai ter seu papel no futuro da maioria , senão de todos nós, até porque não saberíamos como não tê-la como parte de nossas vidas. Até onde isso vai, nenhum de nós sabe. Estamos esperando com expectativa e orando para que o que está a nossa frente aprofunde nossas necessidades e experiências de redenção e multiplique nossa habilidade e eficiência em expressar a história de Deus à luz do chamado que Ele tem em cada uma de nossas vidas.

Somos eternamente gratos pelo apoio que tivemos de nossa igreja local e extra-local. De verdade. Tem sido lindo, tudo isso. E nós definitivamente manteremos vocês informados à medida que as coisas acontecem e as novas reviravoltas da vida se tornem mais aparentes.

Enquanto isso, como vocês podem imaginar, esse álbum no qual estamos trabalhando é muito especial para nós. Parece que a nossa pequena massa (Mass) se tornou em um réquiem. Contamos com as orações de vocês enquanto nos esforçamos para pôr um ponto final nessa frase. E obviamente não exageramos quando dissemos que a turnê "The 7 Tour" vai ser algo que vocês não vão querer perder. Nós gostaríamos muito que vocês se juntassem a nós para uma última noite juntos, cantando essas músicas que Deus nos permitiu carregar.

Com amor e gratidão,

DCB.

Confira a nota em inglês publicado no site da banda .

veja também