Dicas básicas para fonação

Dicas básicas para fonação

Atualizado: Quinta-feira, 24 Janeiro de 2008 as 12

Falar, respirar são ações tão naturais que, muitas vezes, nem nos damos conta de que existe uma forma correta para executá-las.  Siga essas dicas para respirar, falar e cantar bem melhor.

Respiração nasal: deve-se sempre respirar pelo nariz e não pela boca. Nos casos de problemas nasais  ou insuficiência  respiratória, é aconselhável usar a respiração buco-nasal, ou seja, respirar pelo nariz e pela boca ao mesmo tempo. Nesse tipo de respiração, sempre que possível, deve-se inspirar 80% pelo nariz e 20% pela boca; Ao inspirar, deve-se inflar o abdômen e o tórax ao mesmo tempo; Na inspiração, puxe o ar o mínimo possível, pois quando inspiramos demasiadamente o ar nos deixa afônicos e sem qualidades para a fonação. É importante inspirar  várias vezes em uma frase, pois a oxigenação proporciona maior qualidade vocal; Não faça ruídos na inspiração, ou seja, nenhum barulho irregular. Para isso, dilate bem as fossas nasais e tente mandar a inspiração para a testa. Faça o movimento do assovio ou imagine-se tomando água pelo nariz; Não levante os ombros na inspiração. O tórax não amplia e o diafragma abaixa o suficiente; Ao falar ou cantar, use expressão facial branda, sem fazer caretas; Ao acordar e ao longo do dia, faça exercícios de aquecimento vocal tipo: Rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr, tremulando a língua em voz  e lábios; Sustente o  Si ssssssssssssssssss  com ar  sibilado; Faça ginástica. Movimente o corpo; Tome, no mínimo, um litro de água por dia.     Neno Gomes é produtor fonográfico, professor de fonética e de canto livre.

Contato: [email protected]

veja também