DVD do filme Flordelis ganha destaque no jornal A Gazeta

DVD do filme Flordelis ganha destaque no jornal A Gazeta

Atualizado: Domingo, 17 Janeiro de 2010 as 12

O DVD do filme "Flordelis - Basta Uma Palavra Para Mudar", lançado pela MK Music, ganhou uma página do jornal A Gazeta de Cuiabá na última quinta-feira, 11. A matéria fala sobre o longa, as participações de vários atores consagrados, o objetivo do filme e lembra um pouco da história de Flordelis. Confira uma parte:

Profissão, mãe

O que seria capaz de juntar vários dos mais requisitados atores e atrizes brasileiros num mesmo projeto? Um diretor de renome, uma superprodução internacional? Nem um, nem outro. Eles se juntaram para ajudar a contar a história da missionária Flordelis dos Santos, ex-moradora da favela do Jacarezinho (RJ) que durante muito tempo criou dezenas de crianças abandonadas - e quase foi presa por isso. O docudrama, que estreou em outubro de 2009, agora chega ao mercado em DVD pela MK Music. São 46 filhos entre crianças e adolescentes, além dos quatro biológicos.

Flordelis - Basta Uma Palavra Para Mudar foi produzido pelo editor de moda Marco Antonio Ferraz e conta a trajetória verídica de uma mulher de fibra e coragem que lutou bravamente para abrigar e cuidar de mais de quarenta crianças sem lar. A vida de Flordelis inspirou o diretor, que após conhecê-la, resolveu fazer o filme. "Eu acho que eu mudei a vida da Flor e ela mudou a minha vida. Eu não tenho como medir o quanto a minha vida foi transformada após conhecê-la, no sentido espiritual, pessoal, profissional", revela o escritor, que é uma referência, um forte nome no mercado da moda.

E ele não se contentou em apenas contar a história. Queria fazê-lo em grande estilo e convidou um grande time de artistas conhecidos da dramaturgia brasileira para o projeto. Estão lá Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond, Alinne Moraes, Letícia Spiller, Fernanda Lima, Letícia Sabatella, Ana Furtado, Sérgio Marone, Fernanda Machado, Thiago Martins, Carolina Oliveira, Isabel Fillardis, Débora Secco e outros tantos. A própria Flordelis e sua mãe participam do drama filmado inteiramente em preto-e-branco. O interessante é que todos eles participaram como colaboradores, não cobraram cachê. Quiseram, dessa forma, dar suas contribuições para divulgar a iniciativa de Flordelis.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também