Entrevista Celinha Batista - Hoje sou barro nas mãos do oleiro

Entrevista Celinha Batista - Hoje sou barro nas mãos do oleiro

Atualizado: Quarta-feira, 12 Março de 2008 as 12

"Hoje sou barro nas mãos do oleiro"

Por Myrian Rosário 

Ela integrou o Fat Family, uma das bandas de maior sucesso na MPB, e Batista agora dedica sua vida e seu talento integralmente à obra de Deus. Depois de renunciar sua carreira em obediência ao Senhor, Celinha Batista tem proclamado o evangelho da salvação em congressos, igrejas e acampamentos de jovens em todo o Brasil. Líder de louvor e professora de canto, há um ano e seis meses ela deu início ao Coral Blessoul, que conta com 40 vozes. Conheça mais sobre a nova vida dessa cantora de sucesso que abriu mão da fama e do sucesso e se transformou em adoradora, com muitas bênçãos para contar.

Guia-me  Quando, como e onde foi a sua conversão?

Celinha: Em abril de 2003 quase toda a minha família já havia se rendido aos pés do Senhor e eles freqüentavam a Igreja Pentecostal Reviver na Paz de Carapicuíba. Foi então que, em uma de nossas visitas ao ministério, meu noivo e eu juntamente com meus pais fomos surpreendidos com o poder do Espírito Santo de Deus que nos convenceu a aceitar a Cristo como nosso Único e Suficiente Senhor e Salvador.  

Guia-me: Como era sua vida antes de Jesus?

Celinha: Antes de Jesus eu me conformava com o assédio, os aplausos, com o sucesso e os títulos, achando que tudo isso era o mais importante na vida.

Guia-me: O que teve de ser mudado?

Celinha: Quando Jesus entra em nossa vida muda tudo, pois que aproveitaria ao homem ganhar o mundo e perder a sua alma? Marcos 8:36.

Guia-me: Quais foram as maiores dificuldades no início da sua caminhada com Cristo? Quem te ajudou?

Celinha: A maior delas foi e ainda é o mau testemunho de muitos artistas que se dizem convertidos, pois muitos irmãos ficam desconfiados e querem saber se sua conversão é verdadeira ou não. Mas fico em paz porque "quem fala de si mesmo busca a sua própria gloria; mas o que busca a gloria daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça." - João 7:18. Em 2006 ao chegar na Igreja Batista do Povo conheci a Irmã Elsa, no louvor do Culto de Mulheres, Ela me ajudou e tem me ajudado muito, pois Deus a levantou para interceder e cuidar de mim como filha. Só Deus pra nos presentear com pessoas tão amáveis como ela e sua família, que hoje é minha família também.

Guia-me  Quais foram as suas maiores alegrias nessa nova vida até agora?

Celinha: Primeiramente foi saber que estou agradando o coração de Deus. O fato de ter sido escolhida para ser instrumento pra alcançar muitas vidas tem me alegrado muito, pois ao ministrar não conhecemos os irmãos e ai é que vemos o agir do Senhor em nossas vidas em consolar uma pessoa com uma palavra de ânimo. Tudo isso só o Espírito Santo de Deus pra fazer através de nós.    

Guia-me  O fato de ser famosa ajudou ou atrapalhou sua inclusão na igreja?

Celinha: Um pouquinho sempre acaba atrapalhando porque as pessoas logo achavam que eu queria ser o que era no mundo ou que, pelos meus dons e talentos, eu acabaria tomando o lugar delas no ministério. Agora quase toda a igreja me conhece e muitas delas se dizem surpreendidas com meu jeito de ser. Eu digo que é o caráter de Cristo que todos devem ter e exercer.   

Guia-me  Há quanto tempo você está na IBP?

Celinha: Em 17 de fevereiro de 2008 fará dois anos.

Guia-me: Por que você decidiu sair do Fat Family?

Celinha: Foi um ato de obediência, renunciei minha vida para servir ao Senhor, pois eu não o escolhi, mas Ele me escolheu e eu disse: Eis-me aqui!

Guia-me  Foi uma saída tranqüila?

Celinha: Com certeza, pois senti muita paz e essa é a resposta quando você ouve e obedece ao chamado de Deus para a obra que Ele tem na sua vida. Mesmo que no momento muitos não entendam.

Guia-me: Como surgiu a idéia de trabalhar com um coral gospel?

Celinha: Após minha saída do grupo o Senhor me disse pra iniciar um trabalho com um grupo de louvor e que seria um coral. Comecei o trabalho com 10 vozes e ensaiávamos na casa da Elsa. Dois meses depois, meu pastor me delegou essa função e apresentou pra igreja esse ministério.

Guia-me: Há quanto tempo você está no coral?

Celinha: O Coral Blessoul existe há um ano e seis meses e com a graça e a sabedoria de Deus iniciei esse árduo trabalho.

Guia-me: Qual é o estilo do coral?

Celinha: Não chega a ser totalmente Black, como é o caso de muitos corais nacionais e internacionais que esbanjam musicalidade e técnica vocal como o Raiz Coral, Coral Degrau?s, Kirk Franklin, Fred Harmond. A maioria dos integrantes do Coral Blessoul que foram escolhidos pelo Senhor não cantava antes de fazer parte desse ministério, mas como o Senhor escolhe por conhecer o nosso coração, estamos ministrando e muitas vidas estão sendo transformadas, pois a unção despedaça todo o jugo.

Guia-me: Quantos membros tem o coral e qual é a sua atuação efetiva nele?

Celinha: Hoje o Coral Blessoul conta com 40 vozes. No início, pela graça e a misericórdia de Deus, eu fazia a regência, montagem, arranjos de vozes, ensaios, almoços, organizava aniversários e tudo o que o ministério precisava. Hoje, devido ao meu 1º ministério que é meu casamento e também aos convites de outras igrejas, passei a liderança para o irmão André e juntos contamos com a colaboração dos irmãos Alexandre, que fez o logotipo do coral e está criando o site; Viviane que é a nossa Assessora de Imprensa, e Gisela que é pianista e formada em canto.    

Guia-me: Você é ativa na igreja? De que trabalhos você participa?

Celinha: Sim. Sou ministra de louvor do Culto de Mulheres que acontece às 4º feiras na Igreja Batista do Povo, onde congrego, e também ensaio e ministro com o Coral Blessoul.  

Guia-me: Quais são os seus planos para 2008?

Celinha: No dia 23 de fevereiro, participarei da gravação do DVD do projeto Black so Dream. Será um dueto com o Tom Carfi. Fora esse trabalho, pretendo continuar com meus estudos da palavra, servir ao Senhor e glorificá-lo em todo tempo com meu louvor, minha vida e minhas atitudes.  

Guia-me: Quando virá o CD gospel? Já há algo de concreto nesse sentido?

Celinha: Sei que virá no tempo determinado por Deus, mas diria que estou na pré-produção porque os louvores o Senhor já tem me dado desde a minha conversão.

Guia-me: Como você tem trabalhado para alcançar outras vidas?

Celinha: Na verdade o maior trabalho é do Espírito Santo, eu apenas deixo que Ele use a minha vida como canal de bênçãos através do louvor, das ministrações, das aulas de canto e do meu jeito de tratar as pessoas, pois Deus não faz acepção de pessoas quem sou eu para fazer?

Guia-me: Os membros do Fat Family sempre foram reconhecidos pela excelência vocal e pelo bom humor. O que há de diferente na sua alegria agora que serve a Cristo?

Celinha: Agora minha alegria tem um motivo concreto que é Jesus.

Guia-me: Você acredita que Deus já tinha um grande propósito para a sua vida quando te presenteou com uma voz tão privilegiada?

Celinha: Sem duvida nenhuma e consagrar minha voz a Ele foi uma das formas que encontrei para agradecer meus dons e talentos que hoje uso somente para servi-lo.

Guia-me: Como anda o seu coração?

Celinha: Meu coração está cheio do amor de Deus e completo com o amor do grande homem de Deus que é meu esposo, Júlio Batista.

Guia-me: O que você tem pedido ao Senhor?

Celinha: A graça Dele e é o que me basta.

Guia-me: Quais são os seus maiores motivos de gratidão?

Celinha: A grande obra de salvação que Deus iniciou na minha vida, a Sua Palavra que tem me fortalecido a cada dia, meu esposo, minha família e todas as promessas que Deus tem para as nossas vidas, pois sei que cada uma delas se cumprirá, pois Ele é Fiel.   

Guia-me: Quem são os seus cantores gospel favoritos?

Celinha: Marquinhos Gomes, Álvaro Tito e Aline Barros foram os cantores que o Senhor usou para alcançar meu coração, depois que conheci Jesus passei a conhecer e ministrar louvores da Fernanda Brum, Soraya Moraes, Cassiane, Kleber Lucas, Adhemar de Campos, Asaph Borba, Gerson Ortega, Toque no Altar, David Quinlan e Diante do Trono, entre outros.    

Guia-me: Quem você realmente admira como exemplo de servo de Deus?

Celinha: Admiro duas irmãs que o Senhor colocou na minha vida nesse período de renúncia e que são mulheres tementes a Deus. Com elas eu louvo, oro, me abro, sorrio e choro. Nós sempre nos reunimos para buscar a face do Senhor e o mover de Deus é constante. São elas Irmã Elsa e Irmã Tatiane.   

Guia-me: Quem é o seu "herói" na Bíblia?

Celinha: Davi que mesmo com seus muitos erros se arrependeu dos seus maus caminhos e conseguiu ser o homem segundo o coração de Deus.

Guia-me: Qual é o seu livro ou passagem bíblica favorita?

Celinha: Iniciei meus estudos no ano passado e estou fascinada pela palavra de Deus e como sempre me preocupei em ministrar não só o que aprendo, mas principalmente o que vivo. O Senhor me envia

às igrejas para ministrar aos levitas e a passagem de I Crônicas 15:12, onde Davi ordena aos levitas que se santifiquem para então levarem a Arca do Senhor, retrata como deve agir um servo do Senhor antes de iniciar seu ministério. Em Romanos 12:1-2, o apóstolo Paulo nos mostra como devemos nos apresentar diante do Deus Altíssimo, pois a palavra fará com que nossa mente seja renovada a cada dia. Por essa razão eu renunciei e hoje sei que estou no melhor lugar onde se pode estar, no centro da vontade de Deus; o esconderijo do Altíssimo.   

Guia-me: Quem é a Celinha depois de Jesus?

Celinha: Barro nas mãos do Oleiro, pois não vivo eu, mas Cristo vive em mim.  

veja também