Entrevista líder da Banda e Voz: "Gostamos do black americano, mas preservamos o som tupiniquim"

Entrevista líder da Banda e Voz: "Gostamos do black americano, mas preservamos o som tupiniquim"

Atualizado: Sexta-feira, 25 Dezembro de 2009 as 12

Por Juliana Simioni - www.guiame.com.br

Há 24 anos na estrada, Banda e Voz é um grupo brasileiro com influência da black music americana, dono de um estilo que chocou as pessoas no início, mas deu voz a músicas que viraram hit em diferentes denominações.

Com algumas mudanças na composição do ministério, Banda e Voz gravou 14 álbuns ao todo, em diferentes gravadoras. Atualmente, o grupo faz parte do casting da Graça Music, na qual gravou os dois últimos álbuns: "Primeiro Amor" e "Nossa História".

Em entrevista ao Guia-me, Natan Brito, líder da banda, fala sobre a origem do grupo, as mudanças e a nova fase da Banda e Voz.

Guia-me: Como nasceu a Banda e Voz?

Natan Brito: Nasceu de um festival de música que participamos no Rio de Janeiro, no qual ganhamos o primeiro lugar.

Guia-me: O ministério já tem 24 anos de estrada. O que mudou com a experiência da banda?

NB: A mudança principal, além da espiritual, foi na parte técnica e estrutural. Hoje temos instrumentos mais baratos, e as igrejas nos veem com mais naturalidade, pois antes nosso estilo chocava um pouco.

Guia-me: Quem são as pessoas que compõem o grupo hoje e qual função exercem?

NB: Hoje a Banda é assim: Eu, Natan Brito, sou vocalista principal; Joyce Brito, minha esposa, tecladista e voz; Aurora Brito, também voz; e temos outros músicos que são "free-lancers".

Guia-me: A Banda e Voz tem influência da Black Music americana. Como vocês definem seu estilo musical?

NB: Somos black brasileiro, gostamos muito do black americano, mas preservamos o som "tupiniquim" [risos].

Guia-me: Quem compõe e como são feitas as músicas?

NB: Hoje todos nós compomos. Eu componho sempre quando recebo de Deus, não tenho regras para compor.

Guia-me: A Banda e Voz tem 14 álbuns gravados. É possível destacar o trabalho que mais marcou o ministério de vocês, e por quê?

NB: Acho que todos têm a sua importância, mas o primeiro, Opções, e o último, Nossa História, para mim são importantes. Um porque foi o começo e outro porque foi um divisor de águas.

Guia-me: O trabalho mais recente do ministério é o CD e DVD &Nossa História&, que reúne os grandes sucessos da banda ao longo de 24 anos. Como foi a escolha das canções que entrariam no repertório?

NB: Escolhemos pela importância das músicas na época em que foram gravadas.

Guia-me: Em setembro, o grupo recebeu disco de ouro pelo CD &Nossa História&. Vocês esperavam esse sucesso todo com o álbum? Como foi a reação no momento?

NB: Sim. Eu, particularmente, sabia. Era promessa de Deus, foi maravilhoso ver que Ele foi fiel.

Guia-me: A que vocês atribuem tamanho sucesso da banda, principalmente pelo fato de darem voz a músicas que viraram hit em diversas denominações? Destaque para a canção &Jesus Virá&.

NB: Primeiro à fidelidade ao estilo musical, depois à seriedade com que o grupo trata as coisas do Reino de Deus, e à perseverança.

Guia-me: O que os componentes da Banda e Voz acreditam ser necessário na vida de um ministro de louvor?

NB: Primeiro conhecer a Deus. Depois se preparar espiritualmente e tecnicamente, e tentar sempre inovar, nada de mesmice.

veja também