Evento reúne Ton Carfi, Paulo C. Baruk e Leonardo Gonçalves em São Paulo

Evento reúne Ton Carfi, Baruk e Leonardo Gonçalves em SP

Atualizado: Quinta-feira, 19 Julho de 2012 as 3:44

A noite dessa quarta-feira, 18 de julho, marcou o encontro de Leonardo Gonçalves, Paulo César Baruk e Ton Carfi no evento ‘Todos Por Uma Revolução’, na Igreja Bíblica da Paz, em São Paulo.

Os três respeitados nomes da música gospel ministraram algumas de suas canções e o GUIAME conferiu.

‘Novo’ e ‘Princípio e Fim’ foram duas das canções ministradas por Leonardo Gonçalves, além de ‘Getsêmani’, música que marca o ministério de Leonardo.

Começando com ‘Eu Vou’, Paulo César Baruk animou a igreja. Outras músicas como ‘Receba’, ‘Baião’, ‘Comigo Estás’, ‘Tributo a Yeovah’, também entraram no repertório.

Paulo Baruk contou uma situação que viveu alguns dias atrás no aeroporto. Enquanto aguardava o embarque, ele reconheceu uma cantora nacional famosa no lugar. Ele conta que ficou com vontade de ir até ela para tirar uma foto e colocar no twitter.

Ele perdeu a oportunidade e chegou à conclusão de que o que queria, na verdade, era gerar uma notícia. “A gente está interessado demais em gerar notícia e interessado de menos em se relacionar, e estamos lidando da mesma maneira com as coisas de Deus”, lamentou.

“Você pode chegar amanhã e dizer no serviço que hoje foi muito legal, mas também pode chegar e contar aquilo que Deus fez nesse lugar essa noite,” disse Baruk.

Ton Carfi começou agitando a galera com a batida de ‘Som da Vida’ e a participação da Dupla Para Nossa Alegria.  ‘Nossa Festa’, ‘Revolução’, e ‘Quero Ser Teu’, ambas do CD ‘Revolução’, também foram ministradas.

Leia também:

Em São Paulo, Vitor Belfort lança livro com lições de fé e superação

Léo Moura entrega Disco de Ouro a Thalles Roberto em show

Um momento emocionante foi quando Ton Carfi chamou o amigo Cacau para cantar com ele a canção ‘Choro de Uma Criança’.

A música fala da pedofilia, um mau que tem se instalado na sociedade. “O silêncio do bom me incomoda, enquanto o mal grita ninguém se importa. Toque no corpo, hematoma na alma, pavor no rosto, inocência com trauma. Quem abusa da criança, não se esqueça que abusa minha imagem e semelhança” (trecho da música).

A letra da canção foi composta por Cacau que contou que dias antes de receber o convite de Carfi para escrevê-la havia passado pelo trauma de ter sua filha de cinco anos abusada.

‘Todos Por Uma Revolução’ gerou festa do céu. Com o apelo de Ton Carfi, algumas pessoas se entregaram a Jesus e se reconciliaram com Ele.

Para fechar a noite de celebração em grande estilo, Carfi chamou Baruk e Leonardo Gonçalves novamente ao palco, junto com Samuel Mizrahy que também estava no evento, e cantaram ‘Há Um Lugar Pra Mim’ e ‘Amor do Meu Herói’.

 

por Juliana Simioni
GUIAME.COM.BR

veja também