Exclusivo: Ana Paula Valadão fala sobre as críticas que recebeu

Exclusivo: Ana Paula Valadão fala sobre as críticas que recebeu

Atualizado: Quinta-feira, 22 Setembro de 2011 as 11:35

Ana Paula Valadão visitou o estande da Som Livre na Expocristã na última quarta-feira para atender ao público, imprensa e também receber um prêmio especial: Em apenas um dia de lançamento mais de 50 mil cópias do CD “Sol da Justiça”, o 14º álbum do grupo Diante do Trono, foram vendidas. Para comemorar essa marca, Ana Paula Valadão recebeu das mãos do gerente nacional da Som Livre, Emílio Maginago, o Disco de Ouro por este CD e o Disco de Platina pelas 60 mil cópias do DVD “Aleluia”.   Ao GUIA-ME Ana Paula disse que o projeto Sol da Justiça é muito especial pois é um projeto que saiu após muitas lutas. " Esse CD parece um filho e estou muito orgulhosa de segurá-los em minhas mãos".   O DVD do Sol da Justiça deve sair em dezembro e segundo Ana Paula vem com novidades: " Tinhamos 18 canções no repertório e ao invés de cortar e editar optamos por lançar junto a ele um CD bônus" adiantou.   A cantora comentou também sua participação na gravação do DVD da igreja Bola de Neve, no qual participou cantando a música Preciso de Ti. " Foi emocionante ver aqueles jovens todos com as mãos erguidas e adorando intensamente, tinha tempo que não via uma igreja tão intensa em adoração, fiquei surpresa" relata ao Guia-me.   Sobre as críticas   A líder do ministério também comentou sobre as críticas que recebeu nas últimas semanas onde foi retratada como uma pessoa possuída por demônios durante um programa da TV Record apresentado por bispos da Igreja Universal do Reino de Deus que não aceitam a manifestação pentecostal de “cair no Espírito”.   Sobre o assunto a cantora afirma que as críticas faz parte da vida e que sabe conviver com elas. " Eu estou abertas as críticas e se houver alguma coisa que tenha que mudar eu estou disposta a isso. Tenho minhas convicções e acredito que a igreja brasileira com toda sua diversificação, vamos sempre ouvir críticas. Eu particularmente não tenho a prática de ir ao público falar das minhas opiniões sobre os outros, mas se eles fazem isso comigo eu não vou justificar, apenas vou orar" finaliza ela.

Por Pollyanna Mattos

veja também