Hélio Lins: "A palavra lançada nunca volta vazia"

Hélio Lins: "A palavra lançada nunca volta vazia"

Atualizado: Quinta-feira, 27 Maio de 2010 as 10:14

Há 10 anos, precisamente em junho do ano 2000, nasceu na Igreja Adventista da Promessa em Curitiba a banda Atrius. Liderada pelo vocalista Hélio Lins, ela é composta por mais quatro integrantes: Rute Paes - teclado, Celso Bueno - bateria, Serginho - baixo e Taidinho - Guitarra. "Somos da mesma igreja e tudo começou naturalmente, mas eu creio no chamado de Deus para esse ministério", ressalta o vocalista.

O nome da banda deriva da palavra "átrio", espaço que era a anti-sala, ou pátio, do templo onde o povo se reunia para adorar a Deus. Teve seu primeiro CD lançado em 2004 com o título "Sou de Cristo" e o segundo já tem previsão para sair. "O nosso novo álbum sairá em novembro. Estamos na fase final da produção. Já temos 12 músicas gravadas. Precisamos decidir apenas o nome do CD e a primeira música de trabalho", conta Hélio Lins.

O estilo musical é definido pelo cantor como "pop/louvorzão" e tem como foco a evangelização. "Nosso público alvo são as pessoas que estão fora da Igreja. Todos os shows que fazemos, primeiramente, oramos e pedimos a direção de Deus para que Ele nos capacite e nos ajude a alcançar novas vidas", esclarece Hélio. Nas apresentações há sempre uma ministração feita pelo próprio cantor. "Eu busco muito a Deus para preparar a Palavra. Às vezes preparo algo e na hora o Senhor me mostra outra situação. Por isso, procuro viver na dependência do Espírito Santo. Pois aquele momento é Dele, eu sou apenas um instrumento para passar às pessoas o que Deus tem a dizer", afirma o cantor.

Ele destaca os testemunhos que o grupo recebe de pessoas que tiveram suas vidas mudadas após serem impactadas pelo ministério da Banda Atrius: "Já ouvi muitos testemunhos de tantas vidas que aceitaram Jesus ou que voltaram para Ele. Nós sabemos que a palavra lançada nunca volta vazia". Ele conta também que a maioria das composições são feitas pelos próprios integrantes e afirma que a "inspiração é do Senhor".

Hélio Lins destaca dois momentos marcantes para a Banda Atrius. Há dois anos, na Argentina, o grupo realizou o encerramento em uma feira, fora do segmento evangélico, que durou cinco dias. "Eles queriam fechar com um show gospel. Alí estavam muitas pessoas e 95% não eram evangélicas. Foram quase duas horas de apresentação e segurar um grande público 'não cristão' é difícil. Mas no final foi emocionante, teve muitas reconciliações", compartilha Hélio.

Outro momento foi a Marcha para Jesus 2010 em Curitiba. O evento contou com mais de 100 mil pessoas e eles tiveram a responsabilidade de puxar a caminhada. Ele conta que a Banda Atrius participa sempre da passeata anual, que já faz parte do calendário oficial de Curitiba. Há dois anos Hélio ingressou na comissão do evento. "Este ano, fomos a banda principal para puxar a marcha em um percurso de duas horas. O ritmo tinha que ser bem animado para motivar o pessoal. Foi uma experiência muito legal", relata o vocalista. Segundo Hélio, a pressão é muito grande: "O evento foi promovido pela COMEP [Conselho e Ministro de Pastores de Curitiba]. Então o investimento foi muito alto para ser de qualidade. Aí a gente fica pensando 'Caramba, tem que acontecer da melhor maneira possível'. É muito pressão, mas depois que passa você tem aquela sensação de dever cumprido e só agradece a Deus por ter ocorrido tudo bem".

Por: Débora Padoin Malva

Postado por: Guia-me

veja também