Livres 2011: Construindo o Reino de Deus com amigos

Livres 2011: Construindo o Reino de Deus com amigos

Atualizado: Segunda-feira, 23 Maio de 2011 as 4:49

Com um público jovem, em sua maioria, e caravanas vindas dos quatro cantos do Brasil, a terceira edição da Conferência Livres aconteceu nos últimos dias 20 e 21 de maio na Igreja Bíblica da Paz, em São Paulo.

Organizado pelo ministério Livres para Adorar, o evento trouxe um sucesso internacional para o Brasil que contagiou a todos com som de qualidade e letras reflexivas.

A banda Casting Crowns, pela primeira vez em solo nacional, já empolgou o público que compareceu à primeira parte da programação na sexta-feira à noite.

O pastor Mark Hall, líder do ministério, se declarou muito feliz em estar, finalmente, no Brasil e que já pensam em quando voltar.

A primeira canção feita pelo Casting Crowns foi 'Voice of Thuth' em versão acústica.

"O propósito de Deus para o Mark não é ser uma estrela, é conhecer a Deus e fazê-lo conhecido. O propósito de Deus para a sua vida é conhecer a Deus e fazê-lo conhecido", disse Mark.

O líder do Casting Crowns fez uma reflexão sobre a mulher da fonte de Samaria e os três tipos de água existentes: água física, água da vida e água mágica. "Religião é água mágica (...) Quando deixamos a água mágica, nos tornamos fonte de águas vivas", disse Mark.

Casting Crowns em apresentação na Conferência Livres 2011

A banda norte-americana também participou da programação do sábado de manhã e cantou sucessos como Does Anybody Hear Her, Who Am I, Lifesong, Slow Fade, If We Are The Body, Praise You In This Storm, Until the Whole World Hears . Antes de cantar novamente a canção Voice of Thuth, Mark Hall contou seu testemunho de luta contra a dislexia e déficit de atenção que descobriu quando garoto e revelou a experiência da composição da canção que virou trilha sonora do filme ‘Desafiando Gigantes’: "Essa música foi feita quando eu estava enfrentando os meus próprios medos porque Deus me ensinou a não escutar as mentiras do diabo, mas escutar a voz da verdade".

O professor Adauto Lorenço, um dos preletores da conferência, exaltou a grandeza de Deus pelo ponto de vista da ciência. Um dos exemplos dado pelo físico foi contar que recentemente os cientistas descobriram que quantidade de grãos de areia de todo o mundo não é nem um terço da quantidade de estrelas existentes e mesmo assim Deus conhece todas pelo nome.

Ed René Kivitz, pastor presidente da Igreja Batista da Água Branca, também participou do evento e explicou que o significado de arrependimento não é lamento, mas é estar andando em uma direção, dar meia volta e passar a andar na direção contrária.

Liderada por Simon Kang, a banda 5AM iniciou a programação do sábado à tarde. Definindo o que é adoração, o pastor Ariovaldo Ramos fez sua preleção baseado na palavra de Mateus 13. Segundo o pastor, pedir perdão, morrer em Jesus e tornar-se parecido com Ele são fases da adoração. "Em Jesus nós vemos como Deus é e como a gente deve ser", exclamou.

Jason Upton, outra atração internacional da conferência, ministrou em dois momentos do evento ao som de canções como ‘Sons and Daughters’ e ‘You Are Holy’ . Upton falou sobre viver a glória de Deus e criticou as pessoas que culpam Deus pela distância. "Levante-se, a glória de Deus está pertinho de você. A única coisa que temos que abrir mão é do nosso autocontrole. Comece a sentir Deus em todo momento", disse ele.

O fechamento da conferência foi ao som de Mais forte que a morte, Vai valer a pena, Ridículo, Brilharei e Eu Amo o Seu Coração . Juliano Son impactou a todos ao falar sobre a morte. O líder do ministério Livres para Adorar alertou a todos a respeito da importância de não se deixar levar pelos prazeres momentâneos dessa vida e preocupar-se mais com a eternidade.

Por Juliana Simioni

veja também