Louvar a Deus é dever do cristão

Louvar a Deus é dever do cristão

Atualizado: Terça-feira, 31 Outubro de 2006 as 12

Louvar a Deus  é dever do cristão

Adoração e louvor é mais que um ato de gratidão é a confirmação do compromisso que se tem com Deus

As Sagradas Escrituras deixam claro a importância de louvar e adorar a Deus com harpas, tamboris e outros instrumentos comuns na época do Antigo e Novo Testamento. A própria história secular da humanidade não deixa dúvidas de que a música é uma forma de expressar sentimentos como a alegria, conquista, amor e tudo o mais que possa encher a alma. O que torna claro que compor e cantar é um dom divino.

Portanto, quando os homens direcionam esta arte ao Senhor, estão, em verdade, renovando e reafirmando a gratidão e o compromisso com Deus. Diante deste fato, o pastor Hebert Junker, da Igreja Metodista do Brasil desde 1995, decidiu estudar, com profundidade, quais os desígnios do coração do Pai, a partir dos textos bíblicos.

A dedicação se transformou na obra “Louvor no Templo”, lançado pela MK Editora. De acordo com o autor, o objetivo da obra é ampliar a visão ministerial dos leitores e trazer um entendimento mais profundo do que Deus espera daqueles que conduzem os povos aos caminhos do louvor e adoração.

O pastor Hebert Junker ensina que “através da história do povo de Deus, iremos descobrir a grande importância da música na vida cotidiana das pessoas. Um exemplo disto se encontra em Êxodo 15. 1-18, onde, após o livramento do Mar Vermelho e a destruição dos exércitos de Faraó, Moisés e o povo de Israel entoaram um cântico”, exemplifica.

Entre os versículos bíblicos, o autor também cita como exemplo o texto de Êxodo 15.20, “Então, Miriam, a profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamborins e com danças”.

Ele também cita o livro de Coríntios. “Um outro evento narrado na Bíblia, de grande importância, retrata a música como meio de reverência, temor  e adoração a Deus. Foi condução da Arca para o Tabernáculo. Em 1 Crônicas 15.16, está escrito: 'Davi ordenou aos chefes dos levitas que designassem alguns de seus irmãos como cantores, para tocarem com instrumentos musicais, com alaúdes, harpas e címbalos, e levantarem a voz com alegria'. Logo depois, no verso 28: 'assim todo o Israel fez subir a arca do pacto do Senhor, com vozes de júbilo, ao som de buzinas, trombetas e címbalos, juntamente com alaúdes e harpas'”.

Com os diversos exemplos que o autor fundamenta, fica claro que cantar louvores é mais do que um momento antes da pregação da Palavra. “Na verdade, a música foi o modus operandi de louvor, ação de graças, adoração e contribuição na vida cotidiana do povo de Deus, e encontramos isto claramente no maior livro da Bíblia, o livro de Salmos, que revela exatamente os momentos vividos pelo povo de Deus em sua caminhada”, finaliza.

veja também