Ministério Musical

Ministério Musical

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 4:01

Fl. 2.5 a 11 - Aqui há um mandamento: "Haja em vós". Nós precisamos da ajuda do Senhor para observar os mandamentos e obedecer.

Se temos a mente de Cristo, logo pensamos como Ele. Jesus Cristo era Deus, mas ele não competiu com Deus como Lúcifer fez. Jesus não usou o seu direito de ser Deus. Jesus se esvaziou e tomou a forma de servo.

Deus não usa pessoas que não são servos. Jesus era adorador e servo. Davi tinha essas características de Jesus. Por isso Deus diz que encontrou seu servo Davi.

Coração de servo vem antes de qualquer aptidão.

Obediência é uma característica de quem tem um coração de servo.

Uma "praga" no ministério de música é a busca de reconhecimento. Precisamos é da aprovação de Deus. Tem muitas pessoas sendo aprovadas pelos homens, mas não é aprovada por Deus.

Pv. 21.15 - "Praticar a justiça é uma alegria para o justo".

Antes de Jesus ser exaltado Ele teve que se esvaziar e se tornou gente. Jesus se relacionava com as pessoas. Existem muitas pessoas que se dizem ministros de Deus que não se relacionam. A nossa função é abençoar outros como Jesus fez. Ele nos deixou exemplo para que sigamos as tuas pisadas. Isso é ter o mesmo sentimento que Cristo teve.

Devemos tomar cuidado, pois seremos incitados a perder o foco. Nos será apresentada muitas "iguarias" pelo caminho. Esses pratos atraentes sempre vão estar no nosso caminho. Devemos ter Jesus como nosso modelo e observar os erros, pois aprendemos com os nossos e os erros dos outros.

Adorador que passa pela cruz

Só há um lugar para se encontrar com Jesus: CRUZ!

1º Adoração tem tudo a ver com a cruz.

2º Não existe adoração fora da cruz

3º A cruz foi o tribunal divino onde a raça humana foi julgada, sentenciada e absorvida.

4º Não existe nenhum verdadeiro adorador que não tenha passado pelo cruz .

5º Na cruz aconteceu o maior de todos os holocaustos, a maior oferta, a maior entrega, o maior louvor, o melhor culto.

Adoração é Holocausto

Gn.22.1 a 18 - "Temos o retrato do primeiro ato de adoração representado em Abraão e seu filho Isaque".

Holocausto - ato de adoração através de uma oferta voluntária e totalmente consagrada ao Senhor (Lv. 1.3 e 4).

A Lenha - Lembrança de que nosso Senhor foi crucificado numa cruz. Esse tipo de morte destinava-se a pessoas malditas (Gal 3:13.). Na cruz o Senhor crucificou nossa natureza maldita (Rm 6:6), e nos garantiu libertação através da sua ressurreição (Rm 6:5, 7, 11, 14, 18). O Senhor reina (Sl 96:10).

Terceiro dia - Sem duvida essa expressão se refere a ressurreição do Cristo, pois naquela bendita manhã de domingo, quando os discípulos foram recolher seu corpo, encontraram o lugar vazio. ELE RESSUSCITOU!!! Como disse, a ressurreição do Senhor é a prova do amor de Deus e a garantia de uma vida nova e exclusiva para o Pai ( Rom 4:25).

Havendo Adorado - Depois da cruz vem a ressurreição; a verdadeira adoração só acontece quando passamos pela morte e ressurreição juntamente com Cristo. Adoração é um sinal da cura, da libertação, da nova vida em Cristo. É liberdade real e concreta para servir a Deus, a família, a igreja e o mundo no poder do Espírito Santo promovendo e expressando a glória de Deus sempre!

Desafio:

Mateus 3:8

João 15:8

João 15:16

Alvo do adorador - COM O FIM DE SERMOS PARA LOUVOR DA SUA GLÓRIA, NÓS OS QUE PRIMEIRO ESPERAMOS EM CRISTO (EF 1:12). PORQUE FOSTES COMPRADOS POR BOM PREÇO; GLORIFICAI, POIS, A DEUS NO VOSSO CORPO, E NO VOSSO ESPÍRITO, OS QUAIS PERTENCEM A DEUS (I COR 6:20; 10:31)

Por Adhemar de Campos - Pastor da Comunidade da Graça, em SP, ministro de louvor e autor de grandes sucessos, como "Amigo de Deus", "Fonte de Água Viva", "Ele Vem pra te Salvar" e outros.

*Texto extraído da Escola Adorando 2009

veja também