Nívea Soares fala sobre o ministério e indicação aoTroféu Promessas

Nívea Soares fala sobre o ministério e indicação aoTroféu Promessas

Atualizado: Terça-feira, 25 Outubro de 2011 as 11:55

Para a ministra de louvor, Nívea Soares, que há mais de uma década tem se dedicado ao ministério da música, o principal em sua vida é sentir a doce presença de Deus e ver a obra de salvação na vida das pessoas. E é com esse mesmo propósito que sua história por si só já tem narrado o cumprimento das promessas de Deus em sua vida.

Com a missão de carregar Jesus em seu coração e deixá-lo fluir como um rio por meio das canções que Ele mesmo a inspirou cantar, Nívea, como aqueles que carregaram a Arca do Senhor, leva aos povos a mensagem da salvação em Jesus com alegria.

“Rio”,“Enche-me de Ti, “Nívea Soares Acústico” e “Emanuel”, são alguns dos trabalhos que compõem a trajetória ministerial da cantora. O último projeto, lançado em 2010, o CD “Emanuel”, é uma fervorosa declaração da presença de Deus bem perto de Seus filhos. Agora, Nívea se  prepara para a gravação do DVD “Glória e Honra”, no dia 12 de novembro deste ano, às 20 horas, na Igreja Batista Central, em Belo Horizonte (MG). O novo projeto promete ser uma oportuna maneira de honrar e glorificar o nome do Senhor, exaltando a beleza da santidade do Pai. Em entrevista, Nívea conta a respeito do ministério, da participação na segunda fase de votação do Troféu Promessas e da felicidade que sente em servir a um Deus vivo.

  Troféu Promessas: Como e quando começou seu ministério?

Nívea Soares: Fui criada em um lar cristão. Era uma criança tímida, retraída. Meus irmãos eram bem mais velhos que eu e, por isso, não tinha muito com quem brincar. Comecei a trabalhar em estúdio aos 16 anos. No início de 1998 recebi um convite da Ana Paula Valadão para participar de um grupo formado por alguns membros da Igreja Batista da Lagoinha (BH/MG) que estavam se reunindo para gravar um CD da igreja em prol do trabalho missionário na Índia. Um ano depois gravamos o CD “Exaltado” e o Diante do Trono surgiu como ministério. Eu recebia convites para ministrar sozinha e depois de lançar o CD “Reina sobre mim” não consegui mais conciliar minha agenda com a do DT. Pedi uma direção clara a Deus e procurei a Ana e a pastora Ezenete para conversar. Elas oraram por mim e pelo Gustavo (meu esposo), nos enviando como ministros e nos abençoaram. A partir daí não paramos mais de rodar por diversos lugares no Brasil e em outros países também.  

Troféu Promessas: Atualmente, seguindo caminhada ministerial com a Onimusic, como é fazer parceria com a gravadora?

Nívea Soares: A parceria aconteceu em 2010. Depois de muitos anos com o desejo de trabalhar com nosso amigo Nelson Tristão, percebemos que esta seria a hora certa. Sentimo-nos muito felizes e seguros a esse respeito, porque é como se trabalhássemos em família. O Nelson e a Chris Tristão são amigos mais chegados, como irmãos. Conhecemos-nos há muitos anos, mesmo antes do Gustavo e eu nos casarmos. Eles nos conhecem de perto, sabem de nossa vida e trajetória até aqui, conhecem e compartilham de nossa visão ministerial e dos nossos propósitos. Vivemos muito de Deus juntos e é uma alegria imensa sermos parceiros da Onimusic.

  Troféu Promessas: Como avalia o reconhecimento que naturalmente acontece pelo trabalho que realizam?

Nívea Soares: Creio que o reconhecimento humano vem como resultado de um trabalho tecnicamente bem feito. Buscamos fazer sempre o nosso melhor. Mas Deus vai além do que se pode ver. Os verdadeiros frutos não serão medidos pela quantidade de reconhecimento humano que temos, mas sim pelo quanto caminhamos com Jesus e buscamos nos parecer com Ele todos os dias. Ser conhecido pelas pessoas é uma responsabilidade muito grande. Precisamos ter a consciência de que as pessoas estão nos observando e de que Deus espera de nós que O representemos bem. Não somos gurus espirituais, não somos detentores da unção, não somos incriticáveis e nem estamos acima do bem e do mal. Somos apenas ovelhas de um mesmo Pastor que é Jesus. Precisamos caminhar em humildade diante de Deus e diante dos homens, sabendo que o mérito é apenas de Jesus. Nós somos apenas servos inúteis, como a Palavra nos ensina. O primeiro chamado que temos é para sermos filhos de Deus, para termos comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Se ignorarmos esse chamado não cumpriremos o “ide” do Senhor.

  Troféu Promessas: O que significa participar do Troféu Promessas?

Nívea Soares: Foi uma surpresa saber dessa premiação. Não tenho a pretensão de ser melhor do que ninguém. Somos servos uns dos outros e parceiros daqueles que estão na caminhada ministerial por meio da música. Com isso, a música gospel brasileira consegue mais espaço para difundir o nome que está acima de todo o nome: Jesus! Não podemos perder de vista esse objetivo que é o principal.  

Troféu Promessas: Como vê a notoriedade que a música gospel tem ganhado na mídia secular?

Nívea Soares: É marcante o crescimento do número de evangélicos no Brasil. A música cristã acompanhou esse crescimento numericamente e também em qualidade. É interessante que a maior rede de televisão do Brasil (Globo) reconheça esse fato. Entendo que cada vez mais as empresas querem conquistar públicos diferentes para aumentar sua fatia de participação no mercado. Da mesma forma que podemos utilizar o espaço secular para atingir um público diferente, eles fazem o mesmo para atingir a grande fatia do povo que atualmente usa a mídia cristã. Vejo esse espaço como uma oportunidade de atingir um público totalmente diferente, que não teria acesso à mensagem da cruz se o único espaço utilizado fosse a mídia cristã. O cristão precisa se fazer presente em todas as áreas da sociedade, para ser sal e luz.

Troféu Promessas: E a Nívea no âmbito pessoal?

Nívea Soares: Procuro viver o que prego no meu cotidiano. Tenho consciência de que nesta vida tudo passa e que tenho o privilégio de pregar o evangelho e a responsabilidade de vivê-lo da melhor forma que eu puder. Tudo o que tenho feito e dado é muito pouco perto do que Jesus fez por mim. Ele realmente nos usa apesar de nós! Somos, de acordo com Jesus, servos inúteis.

  Troféu Promessas: Qual avaliação você faz da integração e comunhão que um evento desse tipo pode promover?

Nívea Soares: Biblicamente o fator unidade é o Espírito Santo que habita em nós. Todos os que têm o Espírito de Deus são filhos de Deus. Só é possível ter unidade quando somos um com o Espírito de Deus. Isso nos leva a enxergar algo muito além de um mercado fonográfico. Leva-nos a enxergar o Reino eterno de Deus e a entender que este Reino não pertence a este mundo e é muito maior do que nós mesmos e nossos interesses terrenos.  

Troféu Promessas: Qual mensagem deseja passar para colegas de ministério de louvor?

Nívea Soares: A técnica é algo que adquirimos com treino. O espiritual envolve o chamado de Deus para nossas vidas. As pessoas que se sentem chamadas por Deus precisam se desenvolver para cumprir o chamado com excelência. O Senhor Jesus está presente em todo tempo por meio do Espírito Santo. A vida não é segmentada. Separem um tempo para aprofundar a busca pela presença de Deus. Não permitam que o ativismo roube o que existe de mais precioso que é a presença de Jesus. Somos viciados em “fazer”, mas o que precisamos de fato é “ser” filho de Deus. Nosso grande desafio é crucificar a carne a cada dia e viver para Jesus.

Troféu Promessas: Qual conselho deixaria para pessoas que anseiam estar mais próximos de Deus?

Nívea Soares: De acordo com a Bíblia em Efésios, no capítulo 4, versos 11 e 12, o aperfeiçoamento dos santos é promovido por Jesus por meio da igreja em seus ministérios de apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Hoje, todos os que creem em Jesus são chamados de sacerdotes e carregam dentro de si a maravilhosa presença de Deus. Essa honra não é dada apenas a uma elite religiosa ou musical, mas está disponível para todos os que amam a Jesus.  

Troféu Promessas: Mensagem final.

Nívea Soares: “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao Senhor, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.” (Isaías 55.6-7.)

veja também