Os três tipos de música

Os três tipos de música

Atualizado: Sexta-feira, 27 Maio de 2011 as 9:55

“Por Ele, pois, ofereçamos sempre a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome” (Hebreus 13.15).

A música, desde o princípio, antes da criação do mundo, atua como um dos primeiros meios de adoração ao Pai. A Bíblia diz que os sons de pífaros (pífaro ou pífano é o mesmo que flauta transversal) se faziam em Lúcifer, foram preparados no dia em que ele foi criado, esses sons saíam de dentro dele quando ele caminhava (Ezequiel 28.13b).

Esse versículo nos dá a idéia de que ele era o regente do coro celestial, na linguagem de hoje, o Líder de Louvor no Céu. Deus criou todas as coisas, inclusive a música, para o Seu louvor.

Ao ser expulso do Céu, o agora então chamado Satanás, o nosso acusador, conhecendo muito bem o poder da música, inspirou a muitos para que fizessem mau uso da mesma aqui na terra, usando pessoas de muita influência para lançarem maldições ritmadas aos homens.

O mundo não leva em consideração, mas palavras cantadas são o mesmo que palavras ditas: sementes. Então, mesmo que faladas ou cantadas inconscientes, produzem um resultado, produzem frutos.

A Bíblia diz que os Quatro Seres Viventes, de dia e de noite, sem descanso, dizem: “Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir” (Apocalipse 4.8). Imagino eu que eles não somente dizem, mas cantam que o Senhor é Santo. Veja que antes da criação do mundo até os dias de hoje é assim, o Senhor é adorado, e, permanecerá para todo o sempre. Tudo é Dele e tudo volta para Ele. Se ele criou a música, então, devemos voltá-la a Ele.

Quero falar sobre três tipos de música: a de Deus para o homem, a do homem para Deus e a do homem para o homem.

A de Deus para o homem

É aquela que Deus canta ao nosso coração em momentos de intimidade, ou usa alguém para cantá-la para nós.

A do homem para Deus

É aquela que constantemente cantamos, exaltando o Seu nome, O louvando e O adorando.

A do homem para o homem

É aquela que dirigimos a alguém.

A música de Deus para o homem é perfeita, pois Ele é perfeito. Deus é tão perfeito que nos dá canções para O adorarmos, Ele nos inspira a isso. Mas devemos estar sensíveis para receber essa inspiração.

A música do homem para Deus deve ser cantada com a revelação da Sua Palavra. Somos muito tentados a ouvir e cantar músicas que agradam ao nosso corpo e a nossa alma, isso não é adoração. A música deve primeiramente passar pelo nosso espírito para então atingir alma e corpo, tem que ser ouvida de dentro para fora, não o contrário.

A música do homem para o homem tem sido levada a um extremo muito perigoso. Esse tipo de música também deve ser direcionado para a glória de Deus, só deve ser cantada com esse fim. Mas, acontece que as pessoas mergulham as suas emoções em um rio de belas melodias e palavras direcionadas a sua alma, esquecendo que o dom vem de Deus e que a glória também pertence a Ele.

Devemos ser seletivos, com a consciência de que a música tem um poder de influência sobrenatural. Cantemos músicas que nos edifiquem e que exaltem ao único que é digno de receber o louvor dos nossos lábios, que sobem de um coração adorador. Não misturemos o sagrado com o profano, estejamos atentos para andarmos agradando ao Senhor, dando a Ele sacrifícios de Louvor, que não é nada mais do que confessarmos o Seu nome.

Por Thaíse Farias

veja também