"Peço que orem por este filme", diz Ana Paula Valadão

"Peço que orem por este filme", diz Ana Paula Valadão

Atualizado: Segunda-feira, 9 Maio de 2011 as 3:04

A viagem do Ministério Diante do Trono à Inglaterra vai ter um gostinho diferente para o grupo neste ano de 2011. Além de poder ministrar em igrejas e rádios do país, a participação de Ana Paula Valadão em um filme cristão internacional também está confirmada. A produção se chamará "The Snare".

Em entrevista, a líder falou sobre essas oportunidades que o Ministério está tendo com essa viagem. Confira:

Como foi feito o contato e convite para ministração em Londres e participação do DT em um filme?

Ana Paula Valadão: O irmão David Ogunde está à frente da produção do filme cristão “The Snare”, que está sendo feito no Reino Unido. Ele e sua equipe estavam buscando um ministério de louvor que estivesse adorando num culto em uma das cenas do filme. Eles queriam alguém com unção, que transmitisse mais do que simplesmente música. Quando me ligou, disse que um dos membros da diretoria do filme trouxe um DVD do Diante do Trono, e ao assistirem todos concordaram que tinha que ser a gente. A princípio eu não acreditei que ia mesmo acontecer... Mas o tempo passou, eles insistiram, fizemos muitas reuniões por telefone, internet, e realmente estamos em Londres para a agravação!

Como está a expectativa?

Ana Paula Valadão: A expectativa é grande, pois foram dois dias, três cultos e milhares de vidas que estão sendo convidadas e atraídas para o local, um teatro bonito para 1.500 pessoas. É um milagre, um mover de Deus termos este evento preparado para ministrarmos, com o que há de melhor, com divulgação e convite a todos os pastores e igrejas de Londres. Ingleses, brasileiros, africanos, de todas as partes do mundo e que vivem aqui. Só a ministração já seria muito valiosa para nós, pois cremos que abrimos um portal no céu para que a Glória de Deus se manifeste na nação, mas, além disso, faremos parte desta cena do filme, que alcançará muitas vidas pelo mundo afora.

Qual a sua percepção a respeito da abertura e transformação que a mídia tem passado, incluindo cada vez mais os cristãos?

Ana Paula Valadão: É o cumprimento de palavras proféticas de que chegaria o tempo do Evangelho conquistar o monte da mídia na sociedade. Filmes cristãos estão sendo produzidos em várias partes do mundo e creio que florescerá também no Brasil!

Como será a produção e posterior divulgação, exibição e venda do filme?

Ana Paula Valadão: O filme será lançado em 2012, aproveitando o ensejo das Olimpíadas que acontecerão na Inglaterra e atrairá a atenção das nações para cá. Não sei muito sobre os detalhes da produção, mas sei que nós precisaremos mixar e masterizar a música “Come, Now is The Time to Worship”, que é a que tocaremos no filme.

Tem alguma coisa a respeito das ministrações e gravação que poderia adiantar pra gente?

Ana Paula Valadão: Sei que a cena em que tocamos acontece em um culto onde amigos e a esposa de um dos personagens principais estão intercedendo para que ele volte para Jesus, e no local onde esse personagem (principal) está é tocado pelo Espírito Santo. Outra cena que acontece ao mesmo tempo é bastante forte e não posso contar, senão estrago o suspense do filme! (risos)

Qual a direção que você tem recebido de Deus a respeito desse novo tempo que o DT está passando, cada vez mais aceito nas nações?

Ana Paula Valadão: Acredito que Deus tem nos preparado através do que já vivemos na nossa própria nação, com a intercessão, com o entendimento do poder da adoração que entroniza Jesus, que destitui principados e potestades. É isso que levamos para outras nações. A Igreja está clamando por socorro em várias partes do mundo e veem no Brasil um testemunho e um renovo, uma esperança de transformação e avivamento.

Relate o que significa para você participar de uma iniciativa como essa e a importância da mesma para a Igreja do Senhor.

Ana Paula Valadão: Fico muito honrada e humilhada ao mesmo tempo, em ter sido escolhida por Deus e pelos irmãos para fazer parte deste projeto. Eles estão pagando para que eu e minha equipe estejamos aqui, isso me quebranta tanto. Estamos todos em consagração e pedindo a Deus que cumpra em nós e através de nós todo o seu querer. E para a Igreja, vejo que é um projeto de todos nós, uma vitória e conquista de todo o Corpo. Por isso, peço que orem por este filme. São muitos desafios, mas podemos somar nossa fé, investimento e oração, para que nossos irmãos consigam completar essa missão.

veja também