Sharon Jones resgata funk em noite com o gospel de Zion Harmonizers

Sharon Jones resgata funk em noite com o gospel de Zion Harmonizers

Atualizado: Sexta-feira, 17 Junho de 2011 as 4:40

As referências musicais espalhadas no mundo pela diáspora africana formaram um emocionante panorama na segunda noite do BMW Jazz Festival, no sábado.

O tema "roots" (raízes) apareceu em formato gospel, com o Zion Harmonizers, no samba-afro de Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz e no soul/funk de Sharon Jones & The Dap-Kings.

Em uma sequência de shows de alto nível, todos estavam impacientes para ver a estrela da festa: Sharon Jones, que subiu ao palco depois da meia-noite para um show de quase duas horas.

James Brown é a principal referência de Jones. Ambos nasceram no Estado da Georgia, de onde herdaram um modo de cantar e dançar.

Apoiada pela precisa tradução de funk e soul da banda The Dap-Kings, Sharon Jones fez o diabo: rebolou como uma adolescente (ela tem 55 anos), realizou proezas com sua voz, convidou garotas para dançarem ao seu lado e seduziu marmanjos.

Suas músicas não têm nada de novo. São pura referência ao soul e ao funk dos anos 60. Composições emblemáticas como "I Learned the Hard Way", que batiza seu disco mais recente, perdem impacto ao vivo. Mas seu carisma e a energia com que Jones atualiza

veja também