Thiago Grulha mostra toda sua poesia em publicação no Facebook

Thiago Grulha mostra toda sua poesia no Facebook

Atualizado: Quinta-feira, 3 Maio de 2012 as 9:55

Thiago Grulha não é conhecido por suas frases poéticas à toa.

O cantor tem talento para a escrita. Em seu blog, diversos textos provam isso.

Hoje, em sua página no Facebook, Grulha publicou um novo texto. E sem título.

Leia ao texto de Thiago:

Não imponho regras nem cobro comportamentos, a não ser que os mesmos atinjam-me diretamente, ou àqueles que amo.
Sei da ineficácia destes manuais enfadonhos. Não vim ao mundo pra imprimir cartilhas existenciais. 
Cada um tem suas feridas, carregadas num coração escondido. É preciso respeitar histórias, considerar traumas. Alguns tentam, mas não conseguem quebrar ciclos. Abandonar vícios. Exterminar fantasmas.
Jamais me achei padrão e não emprestei meu molde pra ninguém, aprecio a variedade dos formatos e dentre eles, o meu é bem limitado.
A complexidade humana não se rende a conselhos rasos, ou a gritos autoritários. Podemos até calar a resposta, mas ela está rondando o nosso pensamento, louca pra dançar em algum ouvido arrogante. No entanto, fingimos obediência. É triste oprimir buscando libertar.
Eu estava conversando comigo mesmo. Papo longo e bem humorado. Chegamos a uma conclusão.
Quero o bem de todos, mesmo que de alguns sucessos, eu sinta inveja. Queria aquele abraço, aquele lugar, aquele passo vitorioso.
Mas sei lutar. Sei enfrentar desejos mesquinhos e submetê-los a generosidade da fraternidade. Esmago vaidades com golpes de um evangelho rico em humildade. Sossego a tempestade do peito com a voz do Senhor de todos os mares. Passo e torcer, ao invés de competir.
Aplaudo o casal reconciliado e me emociono ao ver um filho correndo na direção de um pai abobalhado de paixão. Olha aqueles velhinhos engraçadinhos. Fazem daquele banco de praça o centro do universo. Gosto de vê-los de mãos dadas. Opa! Vou sair e deixá-los à vontade, parece que vai rolar um beijo. 
O voo do pássaro colorindo a cidade cinzenta. O andarilho sorridente. As árvores purificando os ares. Este vento no rosto que tenta encontrar qual é o rosto do vento. Estas coisas me empolgam. Me conquistam.
Nutrir a alma com estes afetos endireita o espírito. Abre os olhos para oportunidades imperdíveis. Transforma o dia em romance. Escreve poesia onde havia vazio.
Espere! Você ouviu? É uma canção. Sim, é uma canção. 
Parecem crianças brincando de nos fazer chorar. Elas sabem o caminho do carinho e estão nos chamando pra irmos juntos.

Em poucos minutos o texto ganhou a aprovação dos internautas.

veja também