Tipos de voz

Tipos de voz

Atualizado: Quinta-feira, 24 Janeiro de 2008 as 12

O padrão básico de emissão de um indivíduo define o chamado tipo de voz e está relacionado com a seleção de ajustes motores empregados, tanto em nível de pregas vocais e laringe , quanto em nível do sistema de ressonância, o que diz respeito principalmente à dimensão biológica da voz.

Porém, além dos dados relativos às escolhas anatômicas e mecânicas, o tipo de voz carrega elementos das outras duas dimensões, psicológica e socioeducacional. Como comentamos ao introduzir o conceito de qualidade vocal, tipo de voz não é sinônimo de voz disfônica.

O tipo de voz nunca deve ser analisado isoladamente, sem que se leve em consideração uma série de fatores relativos ao falante, os quais se resumem a dois grandes grupos:

1. Intrínsecos - como fatores hereditários, constitucionais, de saúde geral e de natureza psicológica;

2. Extrínsecos - dependentes principalmente do ambiente e do nível socioeconômico-cultural do falante, onde também estão incluídos elementos de modismo. Desta maneira é possível entender que, sob certos ângulos, a disfonia é um conceito negociável e, por exemplo, uma voz considerada normal na Itália pode ser avaliada como alterada na Inglaterra e, da mesma forma , o canto tradicional japonês pode ser definido como hipertenso para os padrões do canto ocidental.

A complexidade nos fatores lingüísticos está relacionada aos diversos aspectos da fala de uma pessoa, ou seja, os tipos de vozes.

Conheça agora os tipos de vozes que caracterizam o timbre de uma pessoa:

Voz rouca

Voz áspera

Voz soprosa

Voz sussurrada

Voz fluida

Voz gutural

Voz comprimida

Voz tensa-estrangulada

Voz bitonal

Voz diplofônica

Voz monótona

Voz trêmula

Voz pastosa

Voz branca

Voz crepitante

Voz infantilizada

Voz feminilizada

Voz virilizada

Voz presbifônica

Voz hipernasal

Voz hiponasal

Voz com nasalidade mista

Neno Gomes é produtor fonográfico, professor de fonética e de canto livre.

Contato: [email protected]

veja também