Troféu Talento 2009: Oficina G3 recebe duas premiações

Troféu Talento 2009: Oficina G3 recebe duas premiações

Atualizado: Segunda-feira, 20 Abril de 2009 as 12

Por João Neto

''Este CD todo foi uma loucura''. Foi assim que o tecladista do Oficina G3, Jean Carlos tentou definir a sensação de ser premiado, juntamente ao seu grupo na categoria Álbum Rock, do Troféu Talento 2009. O evento foi promovido no Credicard Hall, em São Paulo (SP), na noite da última quinta-feira, 17 de abril.

Além da premiação pelo novo CD, o grupo também foi contemplado na categoria Banda. Em entrevista ao Guia-me, Jean não escondeu sua satisfação e confessou que este reconhecimento tem um ''gostinho especial'', pois as oportunidades de evangelismo têm surgido de formas variadas com este trabalho. ''Embora muita gente não saiba, mas isso que aconteceu aqui hoje, foi mais um impulso, um passinho que os nossos produtores deram em relação a se tornarem cristãos. Os caras são ícones aí fora, fazem parte de uma banda que tem muito know how no meio secular e os caras, por incrível que pareça, começaram a fazer parte da meio da música cristã. Hojes, eles estavam muito emocionados, felizes, não tinham palavras para descrever isso. A gente ouvir de pessoas assim, que não conhecem a Jesus: 'cara, estou muito feliz. estou sentindo que realmente, este é o caminho que eu devo seguir. Eu estou sentindo que Deus está falando'. Não tenho nem expressão maior para dizer e ver até através da entrega de uma premiação'', comemorou.

Além da evangelização de pessoas próximas à banda, Jean revelou tocar rock no meio evangélico traz uma satisfação também por ser uma possibilidade de mostrar aos adeptos do estilo, que pode haver uma atitude de louvor a Deus, mesmo em um ritmo ''pesado''. ''Deus nos colocou num meio que a gente nunca imaginou entrar, com gente que a gente nunca imaginou compartilhar e, por incrível que pareça está rolando muita coisa legal, muitos convites, muita gente lá de fora escutando o trabalho, por ter essa característica mais pesada e pensando: 'que legal! Eu posso falar de Jesus assim? Posso ser de Jesus assim?''. É aquilo para o que Deus nos chamou: evangelizar. Levar a palavra de Deus aonde a Igreja não chega'', afirmou.

Foto: Getúlio Camargo

veja também