Um pouco sobre a história da música - Coluna Ed Oliver

Um pouco sobre a história da música - Coluna Ed Oliver

Atualizado: Terça-feira, 27 Janeiro de 2009 as 12

Bom pessoal, na matéria passada falei sobre a importância da música e hoje quero falar um pouco sobre a História dela. Claramente farei apenas um resumo sobre as épocas, já que cada uma delas conta com uma História incrível e com muitos nomes, o que seria impossível de descrever aqui.

Nas próximas colunas, quero abordar temas um pouco mais conhecidos como Adoração, Louvor na Igreja, Gravação de CD, Ensaios com o Grupo de Louvor etc. Como um cristão, amaria já falar sobre esses assuntos, mas creio que nós também temos que ter um bom conhecimento histórico e cultural das coisas. Saber sobre pessoas que foram importantes, e isso não só na música, mas em qualquer outro assunto como política, ciências, esporte etc.

Muitas pessoas têm duvidas, como: "Qual a diferença entre Musica Barroca e Musica Clássica?" ou "Musica Clássica é Musica Orquestrada?". Bom, a diferença entre esse tipo de música é basicamente a época em que elas foram criadas e suas características. Falaremos a seguir sobre cada uma delas, mas se mesmo assim ainda restar dúvidas sobre esses períodos, podemos generalizá-las e chama-las de "Música Erudita", guardemos um próximo capítulo para falar da "Música Popular".

• Música Medieval (Até cerca de 1450) - Por muito tempo a música foi preservada de forma oral, isso porque antigamente não existia nenhum aparelho de gravação sonora, até que se inventou um sistema de escrita. O monge italiano Guido d'Arezzo ( 995 -1050) sugeriu o uso de uma pauta de quatro linhas, que é usada até hoje no Canto Gregoriano. O tipo de música mais antigo que se conhece consiste em uma única linha melódica cantada, sem qualquer acompanhamento musical. Este estilo é o chamado Cantochão ou Canto Gregoriano. Com o passar do tempo, foram sendo acrescentadas outras vozes, criando-se as primeiras composições chamadas de "Coral" (várias vozes).

• Música Renascentista (1451 - 1600) - Nessa época, os compositores passaram a ter muito mais interesse pela música profana (música não religiosa), inclusive em escrever peças instrumentais, já que os instrumentos só eram usados para acompanhar músicas com vozes. No entanto, as melhores e mais conhecidas composições foram feitas para a igreja, num estilo descrito como Polifonia Coral ou Policoral, sem acompanhamento de instrumentos.

• Música Barroca (1601 - 1750) - A palavra Barroco é de origem portuguesa, significando "pérola" ou "jóia" no formato irregular. No começo era usada para descrever o estilo daarquitetura e da arte do século XVII, onde se caracterizava o excesso de ornamentos. Um tempo depois, o termo passou a ser empregado pelos músicos para indicar o período da história da música que vai do aparecimento da ópera e do oratório à morte de J. S. Bach. A música barroca é geralmente bem exuberante, com ritmos enérgicos, melodias com muitos ornamentos, contrastes de timbres instrumentais e a mistura de sonoridades fortes com suaves.

• Música Clássica (1751 - 1810) - Já nessa época a Música Clássica mostra-se refinada e elegante e tende a ser mais leve, um pouco menos complicada que a Barroca, onde os compositores procuravam realçar a beleza e a graça das melodias. Nesta época, a Orquestra estava em desenvolvimento e os compositores deixaram de usar o cravo e acrescentaram mais instrumentos de sopro. Pela primeira vez no Período Clássico, a Música instrumental passou a ter maior importância que a vocal.

• Música Romântica (1811 - 1900) - Os compositores que deram origem à Musica Romântica buscavam maior liberdade de forma, a expressão mais intensa, cheia de emoções, inclusive retratando sentimentos pessoais como alegrias e dores. Muitos compositores românticos eram ávidos leitores e tinham grande interesse pelas outras artes, relacionando-se estreitamente com escritores e pintores. E nessa época a Orquestra cresceu não só em tamanho, mas em abrangência. A seção dos metais ganh ou maior importância e os instrumentos de percussão ficaram mais variados.

• Música Moderna (1901 em diante) - E finalmente chegamos à música Moderna. Enqüanto nos períodos anteriores a música podia ser identificada por um único estilo comum a todos os compositores, nesta época a música se mostra como uma mistura complexa de muitas tendências. A história da música no século XX constitui uma série de tentativas e experiências que levaram a uma série de novas tendências e técnicas, à criação de novos sons, tudo contribuindo para um dos períodos mais empolgantes da história da música. Entre elas nasceram a Música Concreta, Jazz, Música Eletrônica, entre outras. Chegando assim ao final da Musica Erudita.

Obs: A música e o talento vêm de Deus e nunca do homem! E a opção de levar de volta essa música a Ele como forma de louvor e gratidão cabe a cada um. Todas essas histórias são maravilhosas, mas o que adianta o homem ganhar o mundo e perder a própria alma? Melhor é louvar a Deus e render-lhe graças, pois só Ele é digno.

Grande abraço e até breve!

Ed Oliver é guitarrista, tecladista e produtor musical. Como músico, participou dos trabalhos de Paulo Rogério, David Fantazinni, Paulo César Baruk, Deio Tambasco, entre outros. Foi produtor musical de Gilson Campos (ex-Twister), Daisy Houston (ex-caloura do Raul Gil), Dany Grace e "Ministério Adoração e Intimidade".

Contato:

[email protected]

veja também