X-Barão se compromete em levar o Evangelho para a periferia

X-Barão se compromete em levar o Evangelho para a periferia

Atualizado: Sexta-feira, 28 Maio de 2010 as 9:46

O que era para ser a gravação do clipe da música "Chapado do Morro" na comunidade do Jardim Elisa Maria, na Brasilândia (SP), se tornou uma grande festa com pregação da Palavra de Deus. Com o rap-samba, um estilo considerado por X-Barão como a "linguagem da periferia", o projeto que teve presença do pagodeiro Salgadinho atraiu voluntariamente os moradores da comunidade.

O projeto de gravar uma das faixas do CD O Resgatador foi além das expectativas."Era para ser uma música do disco. Não achei que fosse ter essa repercussão no Brasil inteiro", disse ao Guia-me o rapper X-Barão que se surpreendeu ao ouvir a canção sendo tocada em rádios evangélicas após a execução no programa Espaço Rap, na 105 FM. O rap também já foi destaque na TV Gospel, em programa apresentado pelo apóstolo Estevam Hernandes.

Produzido e dirigido por Vras 77, que já tem experiência em iniciativas de inclusão social por meio de filmagens em uma ação denominada Cine Escadão, o videoclipe de "Chapado do Morro" reforça o propósito evangélistico do X-Barão. "O intuito é atingir o público que não conhece o Evangelho mas gosta de rap. Ele ouve o X-Barão e depois vai saber que é gospel", explica o cantor que se define como "alguém que era conhecido pela massa cristã e hoje é conhecido pela massa secular".

O cantor Salgadinho participou do clipe "Chapado do Morro", gravado

na comunidade Jardim Elisa Maria, na Brasilândia (SP)

Porta voz do Evangelho

"Vende tudo o que você tem, é a sua cara. Qual é. Você para com o bagulho ou ele te para? Deixa de se humilhar por um baseado", adverte a letra de "Chapado do Morro" que aborda o problema das drogas. "Quando a sociedade não abraça, o crime abraça", expôs X-Barão sobre o tráfico.

O rapper entende que a música gospel, em muitas ocasiões, virou exclusivamente um comércio. "Jesus Cristo virou um produto", afirma Barão ao destacar que muitos deixam de ir cantar nos morros pois não irão ganhar "R$ 30 mil para fazer um show".

"Temos que ter a responsabilidade de não nos corrompermos e levar o Evangelho", defendeu.

Nova abordagem das favelas

Após o sucesso de "Chapado do Morro", o X Barão pretende gravar mais três videoclipes de músicas do CD O Resgatador, produzido em 2007. "Sem Limites", "Encontrei a Paz" e "A Esperança Nunca Morre" são as faixas que devem ir para o audiovisual. 

O rapper adianta que "A Esperança Nunca Morre", cuja composição aborda a história de um jovem que não tinha mais objetivos na vida até ver no Evangelho uma chance de restauração, também será gravada numa comunidade. A filmagem terá participação de Silveira, FLG.

"Tem que achar uma forma diferente de gravar na favela. Tem que mostrar o que tem de legal, como crianças sorrindo e o comerciante micro-empresário. Podemos tirar coisas boas, não só o ruim que todos falam das favelas", analisou X-Barão.

X-Barão - "Chapado do Morro":

Por Felipe Pinheiro

veja também