MENU

As ações asiáticas caíram para os menores níveis em quatro semanas, com investidores esfriando as expectativas de que o chairman do Federal

Bolsas asiáticas atingem mínima em 4 semanas antes

Atualizado: Sexta-feira, 31 Agosto de 2012 as 9:47

As ações asiáticas caíram para os menores níveis em quatro semanas, com investidores esfriando as expectativas de que o chairman do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, irá oferecer qualquer sinal de mais estímulo monetário no discurso para outros membros de bancos centrais nesta sexta-feira (31).

O discurso de Bernanke às 11h (horário de Brasília) no encontro anual de Jackson Hole, Wyoming, precede a reunião de política do Fed em 12 e 13 de setembro, com as visões do mercado mistas sobre se o Fed irá dar algum estímulo, e se o fizer, se isso será um "quantitative easing" (programa de compra de títulos) ou alguma outra coisa.

Os investidores diminuíram suas posições antes do grande evento desta semana para limitar perdas em ativos recentemente sobrevendidos, como o dólar australiano e ações, que foram afetados pela diminuição do preço do minério de ferro, devido a preocupações com o enfraquecimento da demanda e a desaceleração do crescimento global.

"Nós vamos para a conferência de Jackson Hole com o mercado ajustado para expectativas mais razoáveis do que Ben Bernanke fará. Nós podemos até dizer que os operadores estão esperando ficar decepcionados", afirmou o operador do IG Markets Chris Weston.

Às 7h40 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha alta de 0,18%, depois de cair 0,1%. Mesmo assim, o índice caminhava para uma perda semanal aproximada de 1%, trocando para o terreno negativo depois do ganho de 3,5% em julho.

O índice Nikkei do Japão perdeu 1,60%, atingindo a mínima em três semanas. As ações australianas ficaram praticamente estáveis, com oscilação positiva de 0,01%.

A bolsa de Cingapura teve alta de 0,45%; Taiwan avançou 0,35%, enquanto Hong Kong perdeu 0,36%. O índice referencial de Xangai cedeu 0,25%.

veja também