MENU

Agricultores do PR investem na cultura da erva-mate

Agricultores do PR investem na cultura da erva-mate

Atualizado: Domingo, 7 Agosto de 2011 as 9:55

A família Poczapski trabalha unida na colheita da erva-mate. São pequenos agricultores que garantem a maior parte da safra em Prudentópolis, município paranaense a 200 quilômetros oeste da capital. A região está entre as principais áreas produtoras de erva-mate do estado.

Marcos Poczapski cresceu debaixo desses pés. Com os pais, aprendeu a cultivar a planta, que ainda hoje garante boa parte do orçamento familiar.

Os pés de erva-mate têm pelo menos 80 anos. São plantas nativas, as mais comuns na região de Prudentópolis e que têm uma grande procura pela indústria graças à qualidade, de sabor mais suave, o preferido pelos consumidores.

Mas para que essas plantas tão antigas continuem produzindo é preciso muito cuidado, conforme explica o produtor. “Tem que manter o cuidado ao limpar, se não zelar, ela seca e não sobrevive”.

Este ano, os produtores fazem todo esse trabalho mais motivados. A esperança é de uma safra melhor que a de 2010.

O preço pago pelo quilo da erva-mate na região chega a R$ 0,50, valor que vem subindo nos últimos anos. Com o crescimento da indústria, está até faltando produto.

Uma ervateira de Prudentópolis, que pretende dobrar a capacidade de processamento, vai ter que trazer a planta de outras regiões. O motivo é o aumento das exportações. “Hoje a empresa exporta 93% da produção, falta matéria-prima”, conta Gustavo Musialak, gerente da unidade.

Muitos produtores pretendem aumentar ainda mais a produção. Os principais países compradores da erva-mate produzida no Paraná são o Uruguai, os Estados Unidos e o Japão.  

veja também