MENU

Alimentos pesam menos e inflação medida pelo IPC-S recua, diz FGV

Alimentos pesam menos e inflação medida pelo IPC-S recua, diz FGV

Atualizado: Quarta-feira, 16 Setembro de 2009 as 12

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou na semana que terminou no dia 15 de setembro, informou nesta quarta-feira, dia 16, a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O indicador subiu 0,51% na segunda prévia de setembro, ante elevação de 0,56% na primeira.

O recuo, segundo a FGV, reflete uma alta menor, apesar de ainda forte, dos custos de alimentos.

"Alimentação foi a classe de despesa que mais contribuiu para o decréscimo da taxa do IPC-S", disse a FGV em nota. Os preços desse grupo subiram 1,43% na segunda leitura do mês, contra elevação de 1,71% na primeira.

"A influência partiu dos alimentos in natura Frutas (de alta de 17,66% na primeira leitura para 15,32% na segunda) e Hortaliças e legumes (de 7,54%  para 7,34%) que registraram aumentos menores nesta apuração."

Por outro lado, os custos de Vestuário desaceleraram fortemente a queda, para 0,47% na segunda leitura, ante baixa de 0,85% na primeira.

As principais quedas individuais de preços vieram de leite longa vida, melancia, frango inteiro, melão e leite longa light/diet. As maiores altas foram de limão, tomate, mamão papaia, gás de bujão e açúcar refinado.

O IPC-S da segunda prévia mediu os preços de 16 de agosto a 15 de setembro.

veja também