MENU

Alimentos sobem e pressionam inflação da baixa renda em março

Alimentos sobem e pressionam inflação da baixa renda em março

Atualizado: Quarta-feira, 6 Abril de 2011 as 8:34

O IPC-C1 (Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1), usado para medir o impacto dos preços sobre as famílias com renda mensal entre um e 2,5 salários mínimos (R$ 545 e R$ 1.362,50), ficou em 0,80% em março, avançando em relação a fevereiro - quando apontou aumento de 0,32%. Os preços dos alimentos tiveram a principal influência. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (6) pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Dentro do grupo alimentação – que teve alta de 1,51% no mês passado, contra leve alta de 0,05% um mês antes –, os preços que mais subiram foram hortaliças e legumes (3,05% para 7,78%).

Além dos alimentos, outros três grupos tiveram alta – vestuário; saúde e cuidados pessoais; e educação, leitura e recreação –, com destaque para roupas, artigos de higiene e cuidado pessoal e excursão e tour.

Já os preços da tarifa de ônibus urbano e do cigarro pararam de subir e o aluguel residencial teve alta menor que a vista um mês antes.

veja também