MENU

Alíquota maior de IOF e alta do crédito ampliaram arrecadação, diz Receita

Alíquota maior de IOF e alta do crédito ampliaram arrecadação, diz Receita

Atualizado: Quinta-feira, 19 Maio de 2011 as 12:13

BRASÍLIA - A elevação da alíquota do IOF para aplicações de estrangeiros em renda fixa e sobre aplicações financeiras no segundo semestre do ano passado e o aumento das operações de crédito no País levaram a um crescimento da arrecadação de IOF de 25,78% em abril em relação a abril de 2010, segundo os dados divulgados pela Receita Federal.

Apesar da queda nas vendas domésticas em março, a arrecadação do IPI sobre automóveis subiu 35,15% na comparação com abril do ano passado. O recolhimento de IPI - outros também cresceu 9,35% no mesmo período de comparação, mesmo com a redução da produção industrial em março (a arrecadação de abril reflete os fatos geradores de março).

O pagamento de IRPF subiu 10,22% em abril na comparação com abril de 2010, em função do aumento da arrecadação sobre ganho de capital obtido na alienação de imóveis. As empresas pagaram 10,92% a mais de IRPJ e 0,29% a mais de CSLL que em abril do ano passado. Segundo a Receita, os maiores aumentos ocorreram sobre o regime de lucro presumido e pela estimativa mensal.

Os setores que mais contribuíram para a arrecadação destes dois tributos no mês passado foram extração de minerais metálicos, eletricidade, entidades financeiras e o comércio varejista.

A arrecadação da Cofins subiu 5,46% e do PIS e Pasep, 7,18% em abril ante abril de 2010. Segundo a Receita, houve uma arrecadação extraordinária de R$ 66 milhões no mês passado em depósitos judiciais de PIS e Pasep. A receita previdenciária cresceu 12,52% no mesmo período de comparação.

veja também