MENU

Alta de combustível dispara perda de controladora da American Airlines

Alta de combustível dispara perda de controladora da American Airlines

Atualizado: Quarta-feira, 20 Julho de 2011 as 10:08

 A AMR Corporation, controladora da American Airlines, reportou prejuízo líquido de US$ 286 milhões (US$ 0,85 por ação) no segundo trimestre, 26 vezes superior à perda de US$ 11 milhões (US$ 0,03 por ação) de igual período em 2010. Segundo a companhia, a piora no resultado se deve, principalmente, ao aumento de 31% no preço dos combustíveis na mesma base de comparação. 'Incluindo o impacto das operações de hedge para combustíveis, a AMR pagou, em média, US$ 3,12 por galão de querosene de aviação no segundo trimestre deste ano, ante US$ 2,37 no segundo trimestre de 2010', informou a empresa em comunicado. Com isso, a companhia pagou US$ 524 milhões a mais por combustível de abril a junho.

A receita operacional consolidada da AMR, que inclui American Airlines, afiliadas regionais e o transporte de cargas, avançou 7,8% no segundo trimestre e atingiu US$ 6,114 bilhões. As despesas operacionais, no entanto, avançaram 13% no período, para US$ 6,192 bilhões, o que levou a um prejuízo operacional de US$ 78 milhões, ante lucro operacional de US$ 196 milhões no segundo trimestre do ano passado.

A AMR estima pagar, em média, US$ 3,15 por galão de querosene de aviação no terceiro trimestre e US$ 3,06 na média de 2011, ante US$ 2,32 por galão em 2010. A companhia prevê consumir 723 milhões de galões de querosene de aviação ao longo do terceiro trimestre.        

veja também