MENU

América Latina precisa de altas taxas de investimento

América Latina precisa de altas taxas de investimento

Atualizado: Quarta-feira, 7 Abril de 2010 as 12

O presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, defendeu nesta terça-feira (6) que a América Latina garanta altas taxas de investimentos para que a rápida recuperação após a crise econômica global de 2009 seja sustentada.

"Sem isso, é impossível superar as dificuldades", afirmou o presidente. "Somente elevadas taxas de investimentos nos permitirão superar a pobreza", completou.

Uribe chegou nesta terça a Cartagena de Índias, na Colômbia, cidade que sediará a quinta edição do Fórum Econômico Global na América Latina até quinta-feira (8). Ele falou à imprensa acompanhado do presidente do Fórum Econômico Global, Klaus Schwab, e do ministro do Comércio colombiano, Guillermo Plata. 

Para Uribe, que encerrará seu segundo mandato dentro de três meses, é preciso pensar a América Latina a partir de cinco bases sólidas. "A democracia precisa mover-nos, em primeiro lugar, mas temos que lutar pela segurança na região, pelo avanço das condições sociais, pelo respeito às instituições democráticas e garantir altos graus de participação popular", disse. 

Questionado sobre os temores no mercado internacional em relação a eventuais mudanças nas políticas públicas no país após a troca de governo, em julho, Uribe afirmou que seu país tem o hábito de respeitar a estabilidade. "Durante meu governo aprovamos uma lei que nos permitiu fazer pactos de estabilidade com investidores estrangeiros por prazos de 20 anos e isso garantiu à Colômbia a maior taxa de investimento da América Latina em 2009, em plena crise", comemorou.

A edição latino-americana do Fórum Econômico Global, que acontece em Davos, na Suíça, deve reunir em Cartagena os presidentes da Guatemala, Alvaro Colom; da República Dominicana, Leonel Fernández; do Paraguai, Fernando Lugo; e do Panamá, Ricardo Martinelli, além de mais de 500 empresários de 42 países.

veja também