MENU

Após volatilidade inicial, Ibovespa segue Wall Street e recua 0,84%

Após volatilidade inicial, Ibovespa segue Wall Street e recua 0,84%

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 1:49

?> SÃO PAULO - A bolsa brasileira mostrou volatilidade no começo dos negócios desta sexta-feira, véspera do vencimento de opções sobre ações, mas agora acompanha o rumo americano e registra queda.

Por volta das 11h, o Ibovespa cedia 0,84%, aos 63.465 pontos, e girava R$ 921 milhões. Na BM&F, o Ibovespa futuro, com vencimento em junho, apresentava baixa de 1,18%, com o registro de 63.950 pontos.

Ontem, o Ibovespa tinha subido 0,36%, aos 64.003 pontos.

Nos Estados Unidos, há pouco, o índice Dow Jones cedia 0,33%, o S&P 500 recuava 0,30% e o Nasdaq registrava baixa de 0,48%.

A princípio, os investidores teriam um dia mais calmo pela frente, diante da alta dos preços das commodities e do crescimento acima do previsto da economia europeia no primeiro trimestre.

Estimativa da agência de estatísticas Eurostat indicou que o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro apresentou expansão de 0,8% no primeiro trimestre deste ano, em comparação ao crescimento de 0,3% visto nos três meses antecedentes. Em relação aos três primeiros meses do ano passado, com ajuste sazonal, o PIB cresceu 2,5% na zona do euro.

Nos Estados Unidos, os dados de inflação divulgados ainda ficaram em linha com as expectativas. O índice de preços ao consumidor aumentou 0,4% em abril, depois de avançar 0,5% um mês antes, com ajuste sazonal. Nos 12 meses terminados em abril, contudo, o indicador registrou alta de 3,2%, a maior leitura desde outubro de 2008.

O núcleo da inflação teve alta de 0,2% no mês passado, o dobro da taxa apurada em março (0,1%). Nos 12 meses encerrados em abril, houve expansão de 1,3%.

No campo corporativo nacional, a safra de balanços corporativos está terminando e o mercado enfrenta um pregão carregado de resultados. As expectativas estão voltadas principalmente aos números da Petrobras, que saem após o fechamento.

Até lá, os agentes se voltam à análise dos números de grandes empresas, como BM&FBovespa, Pão de Açúcar, MRV, Rossi, PDG Realty e Cyrela.

Há pouco, as maiores altas do Ibovespa partiam dos papéis MRV ON (2,59%, a R$ 15,05), Braskem PNA (1,45%, a R$ 23,08), PDG Realty ON (1,28%, a R$ 9,45) e JBS ON (1,06%, a R$ 5,71).

Na direção oposta, destaque de baixa para as ações Cyrela ON (-1,91%, a R$ 15,84), Pão de Açúcar PN (-2,36%, a R$ 69,81), Brookfield ON (-2,45%, a R$ 8,73) e Brasil Ecodiesel ON (-2,59%, a R$ 0,75), que também reportou os resultados do primeiro trimestre.

Entre as chamadas 'blue chips', OGX Petróleo ON ainda recuava 2,79%, a R$ 13,56, e Vale PNA perdia 0,51%, a R$ 42,83, enquanto Petrobras PN ganhava 0,33%, a R$ 23,76.

(Beatriz Cutait | Valor)  

veja também