MENU

Associação das montadoras revisa dados devido a erro

Associação das montadoras revisa dados devido a erro

Atualizado: Sexta-feira, 6 Maio de 2011 as 4:51

A Anfavea (associação das montadoras) decidiu não incluir mais os dados de veículos (automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões) desmontados na produção e na exportação divulgadas mensalmente devido a um "erro sistêmico".

O critério de unidade desmontada não era uniforme entre as empresas, que repassam as informações para a entidade. "Algumas montadoras não estavam respeitando o critério que havia sido convencionado lá atrás", afirmou o presidente da entidade, Cledorvino Belini.

Com a mudança, desapareceram das estatísticas, por exemplo, 71.274 automóveis contabilizados no primeiro trimestre deste ano como vendidos ao exterior desmontados. Já os dados divulgados hoje, referentes ao primeiro quadrimestre de 2011, apontam que nenhum carro desmontado saiu do país.

Além da diferença de critério para essa contabilidade entre as montadoras instaladas no país, havia diferença também entre o conceito no Brasil e no país que recebia o produto, fazendo com que um veículo saísse daqui como desmontado, mas não recebesse a mesma nomenclatura no destino.

Essa mudança pode impactar na posição do Brasil no ranking mundial de produção, no qual terminou 2010 na sexta colocação. A Anfavea não soube informar se os dados dos cinco primeiros colocados na lista incluem desmontados.

O crescimento da exportação de veículos vinha sendo puxado justamente pelos desmontados, que têm menor valor agregado e vinham continuamente elevando a participação no total das vendas externas.

Nos três primeiros meses do ano, as exportações de unidades montadas (119.532) apresentaram redução de 2,0% no confronto com igual período no ano anterior, ante expansão de 54,7% de desmontadas (76.191). Na média, o setor havia registrado crescimento de 14,3%.

Já os dados do quadrimestre divulgados nesta sexta-feira apontam um comparativo apenas para o número de veículos montados (168.206), com alta de 9,1% no confronto com o mesmo intervalo em 2010. Para os desmontados, foi anunciada apenas a quantidade, que despencou para 7.037 veículos --a entidade não divulgou os dados de 2010, inviabilizando a comparação.

A previsão da associação para o fechamento do ano é de expansão de 1,1% ante 2010 para a produção de unidades montadas, atingindo 3,42 milhão de veículos. Para a exportação, também considerando apenas montados, a projeção é de redução de 3,4%, para 485 mil.

veja também