MENU

Atitudes positivas garantem sucesso na festa de final de ano

Atitudes positivas garantem sucesso na festa de final de ano

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 8:54

Ninguém precisa dizer que exagerar na bebida da festa de final de ano ou dar aquele beijo apaixonado no colega de trabalho na frente de todos não pega nada bem. Também já é de notório que a roupa para a ocasião deve ser adequada: nada de roupas muito extravagantes ou decotes ousados e saias curtas demais para as mulheres.

Mas, se todas as potenciais gafes já são devidamente conhecidas, que atitudes seriam interessantes para se ter nesse dia de confraternização? Renata Mello, consultora de etiqueta e comportamento, diz que conhecer pessoalmente aqueles colegas com quem se trata apenas pelo telefone é uma delas.

“É importante buscar se aproximar dessas pessoas, conhecê-las, conversar. O tratamento fica menos impessoal depois. É legal também conversar com seus pares, com aquelas pessoas com quem você não tem tempo de se relacionar e não só buscar se aproximar de quem é seu superior”, explica Renata.

Integração - Licia Egger, consultora de etiqueta, acrescenta que buscar uma integração intensa entre os colaboradores é recomendado. “Esse é um ótimo momento para deixar-se perder tempo com colegas que em outras circunstâncias seria muito difícil interagir; ampliar o círculo de conhecidos na empresa, se fazer lembrado e de mostrar-se querido pela simpatia”, explica.

Licia comenta que as empresas valorizam não apenas as competências técnicas de seus profissionais, mas também as habilidades sociais, que podem ser mostradas nessa ocasião.

“Para se relacionar globalmente, as empresas precisam de executivos que entendam o quanto seus desempenhos sociais estão atrelados à imagem do negócio que representam. Assim, os que sabem agir com adequação na festa de final de ano dão pistas concretas da sua capacidade para representar bem suas organizações em outros contextos parecidos”, explica Licia.

Campanha - Outra atitude positiva que pode ser tomada no final do ano – e não na festa, que é um momento exclusivo de descontração – é o profissional agitar uma campanha para arrecadar brinquedos, roupas ou outros bens para algum projeto social. “Isso é muito bem visto pelas companhias porque mostra a mobilização desse colaborador”, diz Renata.

A consultora complementa que enviar cartões virtuais e personalizados agradecendo os profissionais que foram companheiros de projetos durante o ano também soa bem.

veja também