MENU

Atividade do varejo abre 2011 em desaceleração, diz Serasa Experian

Atividade do varejo abre 2011 em desaceleração, diz Serasa Experian

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 11:39

A atividade varejista abriu o ano de 2011 em desaceleração após um final de ano vigoroso, divulgou nesta quinta-feira (3) a Serasa Experian. O movimento dos consumidores nas lojas brasileiras cresceu 9,8% em janeiro de 2011 em relação ao mesmo mês de 2010, resultado abaixo dos 11,2% verificados em novembro de 2010 e dos 12,8% de dezembro, sempre na comparação anual. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio.

A alta em janeiro foi liderada pela expansão de 15% do segmento de material de construção. Em seguida vieram as lojas de móveis, eletroeletrônicos e informática, com expansão de 10,4%.

O único segmento que registrou variação anual negativa em janeiro foi o de tecidos, vestuário, calçados e acessórios, de 1,4%. As fortes chuvas ocorridas na região Sudeste podem ter atrapalhado as vendas da moda verão durante o mês passado.

Com ajustes sazonais, a atividade do comércio caiu 2,7% em janeiro de 2011 em relação a dezembro de 2010. A queda foi liderada pelos recuos de 1,9% no segmento de tecidos, vestuário, calçados e acessórios e de 1,3% no segmento de móveis, eletroeletrônicos e informática. Também contribui para o movimento negativo em janeiro a queda de 0,6% do setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas durante o mês passado.

Restrição ao crédito

De acordo com os economistas da Serasa, a adoção das medidas macroprudenciais de restrição ao crédito e o início do processo de aumento da taxa básica de juros (taxa Selic) deverão fazer com que, em 2011, o varejo exiba crescimento positivo em sua atividade, porém em taxas mais moderadas do que as verificadas ao longo de 2010.

veja também