MENU

BM&FBovespa adia prazo para atingir 5 milhões de investidores

BM&FBovespa adia prazo para atingir 5 milhões de investidores

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 11:34

A BM&FBovespa decidiu mudar o prazo da meta de alcançar 5 milhões de investidores pessoa física na bolsa do final de 2014 para 2018, afirmou nesta quarta-feira (10) o diretor-presidente da companhia, Edemir Pinto.  

Hoje, são cerca de 600 mil investidores pessoa física na bolsa brasileira, que respondem por 22% do volume total movimentado no ano na  BM&FBovespa. Os investidores institucionais respondem por 33,8% das movimentações, os estrangeiros, 33,8%, as empresas,1,8%, e as instituições financeiras, 8,5%.

Por conta dos desdobramentos da crise internacional, a bolsa também optou por não fixar mais uma meta para o volume de ofertas de ações este ano. Inicialmente, a BM&FBovespa estimava que as ofertas alcançariam R$ 55 bilhões em ofertas iniciais de ações (IPO) e ofertas secundárias (follow on).

Por outro lado, a bolsa optou por manter a meta de atrair 200 novas empresas até o final de 2014.

Ontem, a BM&FBovespa anunciou lucro líquido de R$ 294,2 milhões no segundo trimestre do ano, queda de 3,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

O desempenho mais fraco da receita é resultado da menor atividade de negociação e liquidação no segmento Bovespa, informa a companhia no relatório que acompanha o balanço. No período, a bolsa apresentou queda tanto no volume negociado como na margem média de receitas, em razão do menor giro com opções sobre ações (que possuem margem superior à média) e o crescimento dos investidores de alta frequência, os quais possuem descontos nas tarifas.

Nesta quarta-feira, o Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, opera em baixa . Na véspera, o índice avançou 5,10%, aos 51.150 pontos, a maior alta desde 29 outubro de 2009, quando o índice subiu 5,91%.          

veja também