MENU

Bolsas asiáticas fecham em baixa, com dados da China e dos EUA

Bolsas asiáticas fecham em baixa, com dados da China e dos EUA

Atualizado: Segunda-feira, 11 Julho de 2011 as 9:37

A inflação na China e a geração de empregos nos Estados Unidos abaixo do esperado mexeram com os negócios na Ásia nesta segunda-feira (11). Os investidores deram atenção ainda ao movimento das ações de bancos e de empresas voltadas à exportação.

Em Tóquio, o Nikkei 225 declinou 0,67%, para 10.069,53 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, registrou queda de 1,67%, somando 22.347,23 pontos. Em Seul, o Kospi recuou 1,06%, para 2.157,16 pontos. Na contramão, o Shanghai Composite apresentou valorização de 0,18%, situando-se em 2.802,69 pontos.

No fim de semana, o governo chinês divulgou um aumento de 6,4% no índice de preços ao consumidor no país em junho, perante um ano antes. Em maio, houve elevação de 5,5%. A divulgação da pesquisa foi antecipada e aconteceu depois de o banco central da China elevar a taxa de depósito e de empréstimo em 0,25 ponto percentual.

Relatório do Bank of Communications (BOC) indica que a política monetária da China deve ficar estável nos próximos meses uma vez que a expectativa é de desaceleração da inflação e de um abrandamento no ritmo de alta nos preços dos alimentos.

Na sexta-feira passada, o Departamento do Trabalho americano apontou uma adição de 18 mil postos de trabalho na economia em junho, contra estimativas de criação de pelo menos 65 mil vagas. A taxa de desemprego nos EUA saiu de 9,1% em maio para 9,2% um mês depois.            

veja também