MENU

Bolsas europeias fecham em queda puxadas por setor bancário francês

Bolsas europeias fecham em queda puxadas por setor bancário francês

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 2:46

O principal índice das ações europeias terminou em forte queda nesta quarta-feira (10), puxado por um forte movimento de vendas no setor bancário. Os papéis do francês Société Générale, por exemplo, chegou a desabar 21% na mínima do dia, em meio a rumores sobre o banco.

O FTSEurofirst 300, que mede o desempenho dos mais importantes papéis do continente, caiu 3,82%, aos 911 pontos. Já o índice francês CAC 40 teve baixa de 5,45%.

Na Itália, o índice FTSE Mib da bolsa de Milão fechou com uma queda de 6,65%, a pior cifra registrada desde abril de 2009. A bolsa de Madri também fechou em forte baixa de 5,49%. A bolsa de Paris também teve forte queda de 5,45%, seguida de Frankfurt, com baixa de 5,13%. A bolsa de Londres terminou perdendo 3,05%.

Um porta-voz do Société Générale negou categoricamente todos os rumores relacionados à solidez financeira do banco, mas as ações da instituição ainda assim fecharam em queda de 14,7%, após tocarem a mínima em dois anos e meio e registrarem a maior queda percentual diária em duas décadas.

Credit Agricole desabou 11,8%, enquanto o índice europeu para bancos recuou 6,7%.

"Estamos ficando sem países 'AAA'. Se a França tiver um downgrade, isso levantaria questões sobre outros países também. Fundamentalmente, as finanças públicas não estão muito sólidas", disse o economista-chefe da Generali Investments, Klaus Wiener, que gerencia 330 bilhões de euros (469 bilhões de dólares) em ativos.        

veja também