MENU

Bolsas europeias sobem em reação à medida dos bancos centrais

Bolsas europeias sobem em reação à medida dos bancos centrais

Atualizado: Sexta-feira, 16 Setembro de 2011 as 8:56

                                     Os mercados europeus iniciaram o pregão desta sexta-feira (16) em alta, reagindo com otimismo ao anúncio de cinco bancos centrais internacionais de medidas emergenciais para aumentar a liquidez para empréstimos, na esperança de que isso reduza os temores sobre as dívidas de países europeus. Perto das 8h, o índice FTSEurofirst 300, mais representativo dos mercados, tinha alta de 1,20%. Em Frankfurt, o índice DAX subia 1,97%; em Paris, o índice CAC-40 ganhava 0,86%;

As medidas anunciadas em uma ação coordenada pelo Banco Central Europeu, pelo Banco da Inglaterra, pelo Banco Central da Suíça, pelo Fed (banco central americano) e pelo Banco do Japão têm como objetivo garantir que os credores, especialmente na Europa, continuem a emprestar dinheiro entre si.

Os bancos centrais envolvidos anunciaram que vão oferecer empréstimos adicionais em dólar por três meses, a partir de outubro.

A ação visa conter os temores de que a crise provocasse uma paralisação nos mercados de crédito.

A crise é uma ameaça aos bancos, que correm o risco de sofrer grandes prejuízos caso os países europeus em dificuldades não consigam honrar os compromissos de suas dívidas.

Na Ásia, as bolsas também apresentaram resultados positivos. Em Tóquio, o Nikkei 225 teve alta de 2,25%, somando 8.864,16 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, teve alta de 1,43%, somando 19.455,31 pontos. O S&P/ASX 200, de Sydney, registrou valorização de 1,91%, aos 4.149,40 pontos.

Na bolsa de Seul, o Kospi subiu 3,72%, alcançando 1.840,10 pontos. Em Xangai, o indicador Shanghai Composite apresentou elevação de 0,13%, marcando 2.482,34 pontos.          

veja também