MENU

Bovespa avança 1,5% com saída de Mubarak; preço do petróleo cai

Bovespa avança 1,5% com saída de Mubarak; preço do petróleo cai

Atualizado: Sexta-feira, 11 Fevereiro de 2011 as 4:24

O mercado brasileiro de ações acelera o ritmo de ganhos na rodada desta sexta-feira, de volta ao patamar dos 65 mil pontos, pelo índice Ibovespa. As Bolsas americanas, após um início volátil dos negócios, opera em terreno positivo.

Os mercados financeiros reagem positivamente ao que parecer ser o desenlace da crise do Egito, com a renúncia do ditador Hosni Mubarak. O preço do barril de petróleo, o maior canal de "contaminação" dessa crise para as Bolsas, recua com força (-1,6%) na praça de Nova York (onde se forma o preço mundial de referência), sendo cotado por US$ 85,36 na Nymex.

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa paulista, avança 1,56%, aos 65.584 pontos. O giro financeiro é de R$ 4,09 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, sobe 0,14%.

O dólar comercial é cotado por R$ 1,667, em queda de 0,23%. A taxa de risco-país marca 173 pontos, número 2,3% acima da pontuação anterior.

Entre as outras notícias importantes do dia, o governo americano revelou que o deficit comercial desse país subiu quase 33% em 2010 e atingiu US$ 40,58 bilhões, pouco acima das projeções de economistas do setor financeiro.

O governo espanhol informou que a economia do país teve um crescimento de 0,2% no quarto trimestre ante o terceiro, mas apresentou uma contração de 0,1% em todo o ano de 2010.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o nível de emprego do setor industrial teve uma expansão de 3,4% em 2010, ante o ano de 2009, a taxa mais elevada de uma série histórica iniciada em 2002.

No front corporativo, a fabricante francesa de pneus Michelin reportou um lucro de 1,05 bilhão de euros (cerca de US$ 1,4 bilhão) no exercício de 2010, ante um ganho de 104 milhões de euros no balanço de 2010.

veja também