MENU

Bovespa fecha em queda pelo terceiro pregão consecutivo

Bovespa fecha em queda pelo terceiro pregão consecutivo

Atualizado: Sábado, 22 Janeiro de 2011 as 10:57

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta sexta-feira (21) pelo terceiro pregão consecutivo.

O Ibovespa recuou 0,62%, aos 69.133 pontos, menor patamar de fechamento desde o dia 29 de dezembro. O volume financeiro do pregão desta sexta atingiu R$ 5,54 bilhões.

"Não vimos nenhum motivo específico para essa queda do Ibovespa. O que a gente viu é que setores de bancos e consumo estavam mais pesados, como já vem acontecendo há dois dias. Mas, em linhas gerais, a gente viu como um movimento de realização (de lucros)", disse Fernanda Camino, economista da corretora XP Investimentos.

Só esta semana, o principal índice da bolsa paulista acumula queda de 2,55%; no ano, a baixa é mais discreta, de apenas 0,25%.

Na abertura do pregão, a Bovespa ensaio uma recuperação e operou no campo positivo, mas, no começo da tarde, o índice voltou a cair.

Os destaques positivos deste pregão foram os papéis da Fíbria ON, que subiram 2,56%, fechando aos R$ 27,64. Os papeis da Telemar ON tiveram alta de 1,83%, aos R$ 37,20; e as ações da JBF ON valorizaram-se em 1,62%, aos R$ 6,90.

Na ponta oposta, as maiores quedas foram dos papéis da blue chip OGX Petróleo ON, que recuaram 4,48%, aos R$ 18,77; as ações da Sabesp ON caíram 3,85%, aos R$ 40,66; e as ações da BR Foods ON perderam 2,92%, aos R$ 28,20.

A economista da XP Investimentos apontou a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na próxima quinta-feira (27), e a reunião do Federal Reserve, um dia antes, como os principais eventos a serem monitorados.

"Pode ter alguma volatilidade em torno da reunião do Fed", disse. "Também tem (que monitorar) a Europa, com a sua crise, e a China, com o temor de aumento de juros. Fora isso, tem os resultados corporativos."  

veja também