MENU

Brasil e Bolívia discutem ampliação e diversificação do comércio bilateral

Brasil e Bolívia discutem ampliação e diversificação do comércio bilateral

Atualizado: Terça-feira, 4 Novembro de 2008 as 12

Brasil e Bolívia discutem ampliação e diversificação do comércio bilateral

Ampliar e diversificar o comércio entre o Brasil e a Bolívia. Esse foi o principal tema da 6ª Reunião da Comissão de Monitoramento do Comércio Brasil-Bolívia, nesta segunda-feira, dia 3 de novembro, na capital boliviana, La Paz.

Atualmente, o Brasil é o principal destino das exportações bolivianas, comprando, em 2007, 35,7% dos produtos que empresas bolivianas venderam a outros países. Ao mesmo tempo, o Brasil também é o principal exportador para a Bolívia, respondendo por 24,7% dos produtos importados pelo país.

Segundo informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o secretário-executivo do ministério, Ivan Ramalho, enfatizou a disposição brasileira em colaborar para aumentar o intercâmbio comercial entre os dois países.

A pauta de comércio entre o Brasil e a Bolívia ainda é concentrada, tanto nas importações quanto nas exportações. Os produtos industrializados representaram 94,6% das vendas brasileiras até setembro deste ano. Já nas vendas bolivianas, o gás natural responde, no mesmo período, por 92,7% do valor adquirido, num total de US$ 1,89 bilhão.

Entre os produtos que têm possibilidade de crescimento no comércio daqui para a Bolívia, estão o petróleo em bruto, inseticidas, aeronaves, motores para automóveis, soja em grãos, óleos vegetais e produtos siderúrgicos, entre outros.

Já no outro sentido, da Bolívia para o Brasil, rações para animais, óleos vegetais, petróleo em bruto, estanho, minérios de metais preciosos, pedras preciosas, frutas secas ou frescas, plantas, couro e vestuário são produtos que têm possibilidade de crescimento.

veja também