MENU

Brasil gerou 1,164 milhão de empregos em 2009

Brasil gerou 1,164 milhão de empregos em 2009

Atualizado: Segunda-feira, 16 Novembro de 2009 as 12

Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) mostram que o país está superando a crise financeira, pois só este ano foram criados 1,164 milhão de empregos. Somente no mês passado foram geradas 230,9 mil novas vagas, o que caracterizou o melhor outubro da história. O saldo de outubro é resultado da diferença entre 1,433 milhão de contratações e 1,202 milhão de demissões no período.

São Paulo foi o Estado que mais contratou em outubro. O mercado paulista foi responsável pela absorção de 69.146 trabalhadores. O Rio de Janeiro também teve o segundo melhor resultado do ano, com a abertura de 16.705 novos postos de trabalho.

A indústria de produtos alimentícios ainda é a área que mais oferece empregos no Brasil. O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, rebateu críticas de analistas econômicos que ressaltam a limitação do país em aumentar os salários apesar de criar mais vagas.

''O Brasil está crescendo em emprego, mas diminuindo o salário. A demonstração do salário mostra que tivemos aumento de 0,97%. A maior alavanca que tivemos para sair dessa crise foi o salário''.

De acordo com o Caged, Tocantins, Acre e Distrito Federal estão contratando com menores salários, mas Sergipe, Pará, Amapá e Ceará estão pagando mais aos trabalhadores recém-contratados. No país, a média de aumento salarial é de 0,97%. Ou seja, quando um trabalhador assume um novo posto ele é contratado com salário 1% maior do que quem já está trabalhando, um ganho de 4,4% acima da inflação.

O ministro afirmou que o menor número de demissões poderá ampliar o FAT (Fundo de Amparo dos Trabalhadores). Como o seguro-desemprego é pago com recursos do FAT, quando mais desempregados no mercado maior as despesas do fundo. O FAT é um fundo utilizado para financiar pequenos empreendimentos e oferece também linha de crédito para aquisição de motos.

veja também