MENU

Brasil, Índia e África do Sul querem dobrar volume de comércio entre si

Brasil, Índia e África do Sul querem dobrar volume de comércio entre si

Atualizado: Terça-feira, 14 Outubro de 2008 as 12

Brasil, Índia e África do Sul querem dobrar volume de comércio entre si

Os três países que compõem o Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul (Ibas) pretendem ampliar o comércio entre si de uma média anual de US$ 8 bilhões para US$ 15 bilhões. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, as formas de duplicar esse comércio devem ser discutidas no Fórum do Ibas, que começou nesta segunda-feira, dia 13 de outubro, em Nova Delhi, capital indiana.

Em 2007, o comércio entre Brasil e Índia movimentou US$ 3,1 bilhões, com saldo favorável aos indianos. A balança comercial de Brasil e África do Sul ficou em US$ 2,3 bilhões, com superávit para os brasileiros.

Segundo o gerente-executivo de Comércio Exterior da Confederação Nacional da Indústria (CNI), José Frederico Álvares, a comitiva brasileira é composta por empresários de setores variados, como construção, alimentos, transportes e indústria farmacêutica."Esse fórum já aconteceu em outras ocasiões e tem servido como um foro importante de discussão empresarial, buscando janelas de oportunidades e de cooperação trilateral. Ele tem realmente criado uma boa expectativa no meio empresarial", explica Álvares

O fórum será encerrado na quarta-feira, dia 15 de outubro, com a 3ª Reunião de Cúpula do Ibas, da qual participarão o presidente Lula e o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, e o presidente da África do Sul, Kgalema Motlanthe.

"Este momento político dá um pano de fundo muito interessante para as relações comerciais. Isso cria um ambiente propício para que grandes empresários brasileiros se encontrem com empresários da África do Sul e da Índia", afirmou o vice-presidente da Câmara de Comércio Índia- Brasil, Leonardo Ananda.

Além das negociações comerciais, durante a Reunião de Cúpula os três países deverão divulgar uma carta conjunta sobre grandes temas mundiais. O Ministério das Relações Exteriores informou que a crise financeira internacional deverá ser um dos temas abordados no documento.

Segundo o Itamaraty, é possível que os três países discutam a ampliação dos assentos permanentes no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Isso porque Brasil e Índia, juntamente com Alemanha e Japão, querem uma vaga no conselho, formado hoje por apenas cinco países: Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China.

A África do Sul também pretende ingressar no Conselho de Segurança, mas, de acordo com o Itamaraty, sua candidatura não é aberta como a do Brasil e da Índia, já que a indicação do país ainda não é consenso no continente africano.

Os três países também assinarão nove acordos de cooperação trilateral, nas áreas do meio ambiente, turismo, propriedade intelectual, ciência e tecnologia, assentamentos humanos, igualdade de gênero, normas e regulamentos técnicos, transporte marítimo e aviação civil

O Ibas foi criado em 2003, com o objetivo de fazer a articulação político-diplomática dos três países. Antes da Cúpula de Nova Delhi, já houve reuniões em Brasília, em 2006, e em Johannesburgo, na África do Sul, em 2007. Um novo encontro está previsto para o Brasil no ano que vem.

veja também