MENU

Brasil perde indústrias para outros países

Brasil perde indústrias para outros países

Atualizado: Sábado, 5 Fevereiro de 2011 as 10:54

Com a dificuldade de exportar, o Brasil perde indústrias e projetos para países vizinhos e para a Ásia, segundo associações que representam fabricantes no país.

Segundo a Abal (Associação Brasileira do Alumínio), não há nenhum novo projeto de fábrica de alumínio no país. O presidente da entidade, Adjarma Azevedo, diz que o preço da energia elétrica -que representa grande parte dos custos do setor- torna proibitiva a criação e a ampliação de unidades aqui.

"Nós vamos perder investimento que poderia ser feito no Brasil. E os custos estão ficando impossíveis. A Valesul simplesmente desistiu, a Novelis fechou em Aratu (BA) e a pergunta no mercado é quem vai ser a próxima."

A Votorantim tinha projeto na área em Trinidad e Tobago. O investimento foi paralisado, porém, após a mudança de governo no país.

A fronteira do Brasil também ganhou atratividade. A anglo-australiana Rio Tinto já assinou carta de intenção para uma unidade de alumínio no Paraguai, onde a energia de Itaipu é mais barata.

veja também