MENU

Centrais sindicais consideram pequena redução da Selic

Centrais sindicais consideram pequena redução da Selic

Atualizado: Quinta-feira, 22 Janeiro de 2009 as 12

Centrais sindicais consideram pequena redução da Selic

As centrais sindicais não ficaram satisfeitas com a redução da Selic, de 13,75% para 12,75% ao ano, e informaram nesta quarta-feira, dia 21 de janeiro, que a decisão do Cômite de Política Monetária (Copom) do Banco Central deveria ter sido mais ousada.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) considerou pouco a queda de um ponto percentual. Informou, porém, que ela é positiva e disponibilizará mais R$ 15 bilhões para investimentos do governo. "Esperamos que isso represente o início de um processo duradouro, pois a redução da taxa básica de juros contribui para o enfrentamento da crise", afirmou a entidade sindical, em nota.

Em comunicado à imprensa, a Força Sindical também informou que o Copom "acertou no remédio, mas errou na dose". Segundo a central, a queda deveria ser de dois pontos percentuais, já que a economia e a inflação estão "em franca desaceleração". "É preciso baixar drasticamente os juros para que a economia possa voltar a crescer e ter condições de criar novos postos de trabalho", informou.

Outra central sindical, a União Geral dos Trabalhadores (UGT), também criticou a decisão do Copom. Em nota, a entidade disse que ela "reflete a insensibilidade do Banco Central diante da crise econômica mundial" e que a redução deveria ter sido de dois pontos percentuais.

 

veja também