MENU

Cesta básica cai em 16 das 17 capitais em junho

Cesta básica cai em 16 das 17 capitais em junho

Atualizado: Segunda-feira, 5 Julho de 2010 as 2:17

O preço médio da cesta básica recuou em junho, na comparação com maio, em 16 das 17 capitais brasileiras pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Conforme a Pesquisa Nacional de Cesta Básica, divulgada hoje, as maiores reduções no valor do conjunto de produtos alimentícios essenciais foram observadas em Manaus (baixa de 5,14%), Rio de Janeiro (queda de 5,08%) e Vitória (recuo de 4,83%). A única capital onde a cesta básica registrou aumento de preços foi Goiânia (alta de 5,22%). O preço do feijão explicou a maior parte desta variação. De acordo com o Dieese, além de Manaus, Rio de Janeiro e Vitória outras seis cidades contaram com a cesta básica em baixa superior a 3%: Salvador (recuo de 3,85%), Recife (queda de 3 72%), Belo Horizonte (baixa de 3,71%), Natal (recuo de 3,58%), Porto Alegre (queda de 3,39%) e João Pessoa (baixa de 3,07%). Recuos superiores a 2% foram registrados em Belém (baixa de 2 94%), São Paulo (queda de 2,83%), Curitiba (recuo de 2,72%) e Fortaleza (baixa de 2,05%). Em Brasília, o preço da cesta básica caiu 1,23%. No primeiro semestre de 2010, todas as localidades pesquisadas verificaram aumento acumulado no conjunto de preços. As maiores variações foram registradas em Recife (21,88%), Goiânia (16,88%) Natal (13,80%), João Pessoa (13,66%) e Salvador (13,49%). As cestas de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro acumularam altas de 3,68%, 9,15% e 6,94%, respectivamente.

Nos 12 meses até junho de 2010, apenas em Fortaleza foi observada redução no valor da cesta (baixa de 3,58%). No período Manaus apresentou a maior variação para o conjunto dos produtos: de 10,64%. Entre as 16 cidades com variações positivas as menores altas para a cesta ocorreram em Vitória (1,68%), Porto Alegre (1,84%) e Aracaju (4,43%). Em São Paulo, a variação acumulada positiva foi de 9,19%, em Brasília, de 6,52%, e no Rio de Janeiro, de 3,61%.

O Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

veja também