MENU

Cesta básica fica mais cara em 12 capitais, aponta Dieese

Cesta básica fica mais cara em 12 capitais, aponta Dieese

Atualizado: Quarta-feira, 4 Novembro de 2009 as 12

O custo da cesta básica ficou mais alto em 12 das 17 capitas brasileiras no mês de outubro em relação a setembro, aponta levantamento divulgado nesta quarta-feira (4), pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Os preços subiram entre 0,06%, variação verificada em São Paulo, a até 9,20%, vista em Goiânia. Por outro lado, as quedas mais significativas nos preços de gêneros de primeira necessidade foram verificadas em Vitória (-0,64%), Manaus (-1,01%), Recife (-1,10%) e Fortaleza (-1,26%).  

A cesta básica mais cara foi verificada em Porto Alegre, no valor de R$ 248,29, seguida por São Paulo e Florianópolis, onde os produtos essenciais custaram R$ 230,03 e R$ 226,37, nessa ordem. As capitais mais baratas foram Aracaju, Fortaleza e João Pessoa, onde o valor da cesta foi de R$ 168,15, R$ 170,29 e R$ 175,19, nessa mesma ordem.  

Acumulado

Segundo o Dieese, considerando o período acumulado entre janeiro e outubro, apenas duas capitais apresentam variação positiva em 2009. São elas Belém (+1,88%) e Salvador, (+ 2,37%).

Nas outras 15 cidades pesquisadas, o custo da cesta registrou variação acumulada negativa, com destaque para Natal (-14,03%), Fortaleza (-13,70%), Aracaju (-13,00 e João Pessoa (-12,65%).

veja também