MENU

Clima econômico do Brasil sofre leve queda em janeiro

Clima econômico do Brasil sofre leve queda em janeiro

Atualizado: Segunda-feira, 21 Fevereiro de 2011 as 10:07

O ambiente econômico do Brasil teve uma leve queda em janeiro, mas que foi considerada pelos economistas como um sinal de neutralidade em relação ao novo governo, da presidente Dilma Rousseff. A avaliação consta do boletim Sondagem Econômica da América Latina, elaborado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) em parceria com o instituto econômico alemão Ifo. O documento foi divulgado nesta segunda-feira (21).

A pesquisa serve ao acompanhamento e antecipação de tendências econômicas, com base em informações prestadas a cada trimestre por especialistas de cada país latino-americano.

O ICE (Índice de Clima Econômico) ficou em 6,7 pontos, menor resultado desde julho de 2009. O índice referente à situação atual da economia brasileira chegou a 7,7 pontos, menor resultado desde outubro de 2009 (quando haviam sido registrados 6,4 pontos). Já o indicador de expectativas para os próximos meses ficou estável em relação ao de outubro de 2010 (5,7 pontos), que havia sido o nível mais baixo desde abril de 2009 (5,4 pontos).

O dado do Brasil ficou acima da média de 5,8 pontos da América Latina, mas abaixo do índice do Chile, Uruguai, Paraguai e Peru. Os países latino-americanos que apresentaram índice abaixo do brasileiro foram Argentina, Colômbia, México, Equador, Bolívia e Venezuela.

A média mundial do ICE foi de 5,9 pontos. Entre os países do Bric (sigla para o Brasil, a Rússia, Índia e China), o Brasil ficou abaixo apenas da Índia e à frente de Rússia e China.

veja também