MENU

Como convencer alguém a contratar você?

Como convencer alguém a contratar você?

Atualizado: Quarta-feira, 21 Julho de 2010 as 9:41

  "Quem de dentro de si não sai, vai morrer sem amar ninguém". Foi com esses versos que Vinícius de Moraes (tão bem) aconselhou aqueles que desejam enveredar pelos rumos dos bons relacionamentos. O tom poético, no entanto, não é válido apenas para casais apaixonados. Quem quiser um bom emprego jamais pode perder este conceito de vista.  

É o que afirma a consultora Sueli Brusco, diretora executiva da SimGroup, consultoria especializada em marketing e programas de reconhecimento. De acordo com ela, a primeira estratégia de um candidato para conquistar uma oportunidade de emprego é criar empatia com o recrutador. "Se esse é o objetivo do candidato, ele precisa sair um pouco do próprio mundo", afirma.

O conselho, a princípio, pode parecer abstrato e pouco prático para o contexto de tensão de um processo seletivo. Por isso, com a ajuda de Sueli e de dois dos principais especialistas em marketing pessoal do país, mapeamos quatro técnicas para que você garanta a sua contratação:

1.    Leia. Escute. Veja. Sinta  os detalhes

A primeira estratégia para criar uma situação empática com o recrutador é prestar o máximo de atenção nas características dele. O professor Fabiano Caxito, autor do livro   Não deixe a vida me levar, a vida levo eu   (Editora Saraiva), lembra que a entrevista nada mais é do que um bom diálogo. "Conversar é saber os limites da outra pessoa", afirma. "O bom conversador é aquele que ouve melhor".  

Isso significa que o candidato precisa estar atento a cada detalhe do recrutador. As expressões que ele usa, o tom de voz, a maneira como senta ou gesticula dão indícios sobre o perfil do entrevistador e, sobretudo, sobre como você deve se portar para conquistá-lo.  

"A maneira como a pergunta é feita pode indicar o jeito com que o candidato deve respondê-la, por exemplo", explica.   

2.    A tática do espelho

Feito isso, o segundo passo é imitar o recrutador. Isso mesmo. "Nós gostamos de quem é igual a nós", explica Sueli. Exemplo disso, segundo a especialista, é a maneira como os casais enamorados gesticulam de maneira semelhante quando estão juntos.  

Por isso, durante a entrevista, crie uma espécie de espelho com o recrutador. "Isso abre um canal de comunicação", diz.  

Tente se sentar de maneira semelhante ao modo como ele está sentado. Module seu tom de voz para um em sintonia com o dele. Use gestos parecidos, adote a mesma postura. "Cuidado para não ser mecanizado e artificial", afirma.

  3.    Para além das palavras

As palavras não são suas únicas armas de persuasão durante uma entrevista de emprego. Tudo, desde a maneira como você se veste até o modo com que movimenta os olhos, é utilizado pelo recrutador para compreender você.  

"Nosso corpo envia continuamente mensagens positivas e negativas, e um candidato a emprego faz isso de forma amplificada, por se tratar de um momento de grande estresse", afirma Mario Persona, especialista em marketing pessoal e autor de livros como Dia de Mudança (Editora Futura). "Quando ficar em dúvida, o entrevistador acreditará mais no que vê do que no que ouve".

"Se a pessoa senta muito de lado, ou com a perna cruzada, denota que ela está fechada para a conversa", enumera Sueli. "Agora se, enquanto fala, ela olha muito para os lados, é provável que esteja mentindo".  

A dica é estar sempre alinhado com aquilo que você fala. "Se você não sabe responder, o melhor é ser sincero, do que inventar alguma história e ser denunciado pelo próprio corpo", afirma Caxito.  

4.    Construa uma marca

A tacada final para deixar o recrutador encantado, ou melhor, convencido de que você é a pessoa ideal para aquele cargo é ter uma boa história de vida profissional.

Assim, antes da entrevista, faça um check-up da sua carreira. Defina seus pontos fortes. Liste todos suas conquistas profissionais. Escolha fatos consistentes para elaborar sua marca pessoal.  

"A marca tem o propósito de agregar diferencial a um produto", explica Caxito. "No mercado de trabalho, ela é construída com resultados e com seriedade". Ou seja, a valorização de seu passe no mundo dos negócios é determinada pelo quanto você se importa com seu futuro profissional, todo os dias de trabalho.

Por isso, não espere a oportunidade aparecer para se preparar. Invista em cursos de atualização, desenvolva a sua inteligência emocional e trabalhe com excelência.  

veja também