MENU

Como fazer bons negócios nos sites de compra coletiva

Como fazer bons negócios nos sites de compra coletiva

Atualizado: Quarta-feira, 8 Dezembro de 2010 as 10:33

Os primeiros portais de compras coletivas surgiram no Brasil apenas no primeiro semestre deste ano, mas, segundo estimativas dos especialistas, já somam quase 250.

Adquirir produtos e serviços nesses shopping centers virtuais é realmente muito vantajoso –se o consumidor usar as estratégias certas:

1 – Escolher sites sólidos e confiáveis

Todos os dias pipocam novos endereços oferecendo barganhas. Então, para ter certeza de que está tratando com um portal sério, sugere-se que o interessado em aproveitar as promoções:

- Ignore propostas não solicitadas que surgem por email. Mandar spam é antiético; se adota a prática, a empresa já mostra que não é correta

- Busque indicações de amigos que tiveram boas experiências

- Entre em contato com o serviço de atendimento ao consumidor do site tanto por email quanto por telefone para ter uma noção de como os clientes são tratados

- Tente saber qual é a política do portal para selecionar parceiros e ofertas. Os zelosos só permitem anúncios de companhias que ofereçam bons itens e efetivamente se encontrem em condições de atender uma demanda elevada

- Considere os incentivos disponíveis. Alguns portais dão bônus em dinheiro (créditos para compras) pela filiação

2 – Cadastrar-se somente nos melhores portais que identificar

"É melhor concentrar as atenções nos sites grandes, já bem estruturados, que satisfazem critérios mínimos de qualidade", frisa Paulo Veras, sócio do portal Imperdível. Aí, recebe-se emails periódicos informando sobre as promoções mais recentes. A maioria dos sites ainda não permite que o cliente crie um filtro para ser informado somente a respeito dos tipos de produto que mais lhe interessam, mas, daqui em diante, a personalização dos anúncios será a grande arma para os portais se diferenciarem e conquistarem clientes

3 – Usar agregadores de ofertas

Estão surgindo, agora, sites que reúnem as promoções de diversos portais e permitem comparações. Trata-se de uma ferramenta bastante útil, porém ainda em fase de testes, que precisa de ajustes  

4 – Avaliar quais são as suas reais necessidades e os seus hábitos antes de alguma aquisição

O objetivo é evitar gastar dinheiro com itens que não serão usados. Não adianta comprar só porque está barato se, por exemplo, uma determinada peça de roupa não combina com mais nada que o consumidor tem no armário. Ficar com dez cupons de desconto de restaurantes na mão quando se costuma jantar fora apenas uma vez por semana também não é inteligente

5 – Entrar em contato com a empresa fornecedora antes de sacramentar a compra a fim de conhecer melhor o produto

É recomendável conferir se a mercadoria corresponde mesmo às expectativas do cliente

6 – Ler, com cuidado, as regras da promoção

As ofertas têm validade definida e, muitas vezes, limitações quanto a dias, horários e quantidade

7 – Caso seja necessário fazer reserva para usufruir de determinada oferta, efetuá-la antes de comprar o cupom

Assim, só se fecha a compra tendo certeza de que será possível aproveitá-la da maneira como se deseja

8 – Criar uma lista para controle dos cupons de desconto

Nos sites, o cliente ganha uma área particular, com acesso por senha, onde são registradas as suas transações e ofertas adquiridas. No entanto, se é sócio de diversos portais, o consumidor precisa fazer um registro de todos os itens para não perder nenhum prazo ou esquecer os itens comprados. Alguns compradores, meticulosos, já colocam na agenda as datas em que pretendem sacar as ofertas e até criam planilhas para contabilizar quanto dinheiro estão poupando com as promoções

9 – Relacionar-se com os sites por meio das redes sociais

"É uma maneira diferente de ficar sabendo das ofertas. Nesses espaços, os próprios usuários criam uma comunidade e indicam os produtos de que mais gostaram, o que vale a pena. E a comunicação com os administradores é direta", diz Claudia Woods, diretora de marketing do portal ClickOn.

veja também