MENU

Competição faz ações do Groupon despencarem quase 15%

Competição faz ações do Groupon despencarem quase 15%

Atualizado: Quarta-feira, 23 Novembro de 2011 as 9:52

As ações do Groupon chegaram a despencar mais de 14% na terça-feira (22), o que deixou seu preço perto do patamar de US$ 20 registrados na sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). No fim da manhã, os papéis chegaram a ser cotados a US$ 20,03, antes de se recuperarem ligeiramente.

A companhia era a terceira com mais perdas na Nasdaq. A ação encerrou o pregão em queda de 14,89%, a US$ 20,07. O Groupon levantou mais de US$ 700 milhões em um IPO no início de novembro, precificando suas ações a US$ 20 cada, na época.

   Funcionários do Groupon se reúnem na abertura das ações em novembro (Foto: Brendan McDermid/Reuters)

Competição

A LivingSocial, maior rival do Groupon, anunciou planos na segunda-feira (21) de oferecer mais de 20 ofertas com parceiros nacionais, nos EUA, durante a Black Friday, um período crucial para o varejo que marca o início das compras de fim de ano. Companhias de compras coletivas costumam subsidiar frequentemente ofertas nacionais, tornando-as menos lucrativas que aquelas com parceiros locais. Os descontos nacionais costumam trazer um grande volume de novos clientes para o site, mas pressionam as margens de lucro.

“Nos últimos dias temos ouvido que a LivingSocial aumentou o nível das promoções”, disse Edward Woo, analista da Wedbush Securities. “A preocupação é de que haja muito mais competição para o Groupon”.

A LivingSocial está oferecendo descontos de ao menos 50% com companhias incluindo Verizon e Verizon Wireless, da Vodafone, Skechers USA , OfficeMax, Hearst e New York Times durante a Black Friday. “O Groupon não está fazendo muitas coisas para a Black Friday, então a LivingSocial pode fisgar a atenção de consumidores assim como negócios do Groupon”, disse.        

veja também